As Artes De Governar Segundo Oliveira E Heckert 2013

Reza May 29, 2022
Livro A Arte De Governar Crianças Relacionado a Crianças

Oliveira e Heckert (2013) desenvolveram uma teoria sobre as artes de governar, onde apresentam um modelo de análise das práticas de governança em diferentes contextos, com base em três dimensões: o agente, o objetivo e o meio.

Dimensão agente

A dimensão agente refere-se aos indivíduos ou grupos que exercem o poder de governança em um determinado contexto. Esses agentes podem ser instituições governamentais, organizações da sociedade civil ou empresas privadas. Cada tipo de agente possui uma lógica de ação específica, que é influenciada por suas características internas e pelo contexto em que atua.

Instituições governamentais

As instituições governamentais são os agentes mais comuns no contexto da governança. Essas instituições possuem uma estrutura hierárquica e burocrática, que busca garantir a estabilidade e a continuidade das políticas públicas. Os agentes governamentais são selecionados por meio de concursos públicos e possuem uma formação técnica específica para atuar em suas áreas de competência.

Organizações da sociedade civil

As organizações da sociedade civil são compostas por indivíduos que se mobilizam em torno de uma causa ou interesse comum, sem a interferência do Estado. Esses agentes possuem uma estrutura horizontal e participativa, que busca a construção de uma cidadania ativa e crítica. As organizações da sociedade civil são selecionadas por meio de processos de voluntariado e possuem uma formação mais ampla, que abrange desde a área técnica até a área política e social.

Empresas privadas

As empresas privadas são compostas por indivíduos que buscam o lucro por meio da produção e comercialização de bens e serviços. Esses agentes possuem uma estrutura hierárquica e competitiva, que busca a maximização dos resultados financeiros. As empresas privadas são selecionadas por meio do mercado e possuem uma formação técnica específica para atuar em suas áreas de competência.

Dimensão objetivo

A dimensão objetivo refere-se aos fins que os agentes de governança buscam atingir em um determinado contexto. Esses objetivos podem ser classificados em três categorias: políticos, sociais e econômicos. Cada categoria de objetivo possui uma lógica de ação específica, que é influenciada pelo contexto em que atua.

For more information, please click the button below.

Objetivos políticos

Os objetivos políticos referem-se à obtenção e manutenção do poder político, por meio da conquista de votos, da formação de alianças políticas e da implementação de políticas públicas que atendam aos interesses dos agentes de governança. Esses objetivos são influenciados pelo contexto político, social e econômico em que atua o agente de governança.

Objetivos sociais

Os objetivos sociais referem-se à promoção do bem-estar social, por meio da implementação de políticas públicas que atendam às necessidades da população, como saúde, educação, segurança, entre outras. Esses objetivos são influenciados pelo contexto social e econômico em que atua o agente de governança.

Objetivos econômicos

Os objetivos econômicos referem-se à maximização dos resultados financeiros, por meio da produção e comercialização de bens e serviços, com o objetivo de obter lucro. Esses objetivos são influenciados pelo contexto econômico em que atua o agente de governança.

Dimensão meio

A dimensão meio refere-se aos recursos que os agentes de governança utilizam para atingir seus objetivos em um determinado contexto. Esses recursos podem ser classificados em três categorias: materiais, simbólicos e humanos. Cada categoria de recurso possui uma lógica de ação específica, que é influenciada pelo contexto em que atua o agente de governança.

Recursos materiais

Os recursos materiais referem-se aos bens e serviços que são utilizados pelos agentes de governança para atingir seus objetivos, como dinheiro, equipamentos, infraestrutura, entre outros. Esses recursos são influenciados pelo contexto econômico em que atua o agente de governança.

Recursos simbólicos

Os recursos simbólicos referem-se às ideias, valores e representações que são utilizados pelos agentes de governança para atingir seus objetivos, como discursos, imagens e símbolos. Esses recursos são influenciados pelo contexto social e político em que atua o agente de governança.

Recursos humanos

Os recursos humanos referem-se às pessoas que são utilizadas pelos agentes de governança para atingir seus objetivos, como funcionários públicos, voluntários, colaboradores, entre outros. Esses recursos são influenciados pelo contexto social e político em que atua o agente de governança.

Conclusão

As artes de governar, segundo Oliveira e Heckert (2013), são um modelo de análise das práticas de governança em diferentes contextos, que se baseia em três dimensões: o agente, o objetivo e o meio. Cada dimensão possui uma lógica de ação específica, que é influenciada pelo contexto em que atua o agente de governança. Compreender essas dimensões é fundamental para entendermos como a governança funciona em diferentes contextos e para identificarmos as potencialidades e limitações das práticas de governança em cada contexto.

FAQs

1. Como as artes de governar podem ser aplicadas na prática?

As artes de governar podem ser aplicadas na prática por meio da análise das práticas de governança em diferentes contextos. Compreender as dimensões agente, objetivo e meio permite identificar as potencialidades e limitações das práticas de governança em cada contexto, possibilitando a adoção de medidas mais efetivas para atingir os objetivos desejados.

2. Qual a importância das organizações da sociedade civil na governança?

As organizações da sociedade civil têm um papel fundamental na governança, pois representam a voz da sociedade civil e podem atuar como contraponto ao poder do Estado e das empresas privadas. Além disso, as organizações da sociedade civil podem contribuir para a construção de uma cidadania ativa e crítica, que é essencial para a consolidação da democracia.

3. Como os recursos humanos podem influenciar a governança?

Os recursos humanos são fundamentais para a governança, pois são eles que executam as políticas públicas e as práticas de governança em diferentes contextos. A formação e a capacitação desses recursos são essenciais para garantir a efetividade das práticas de governança e para atender às demandas da população. Além disso, a participação da sociedade civil na governança pode contribuir para a construção de uma cidadania ativa e crítica, que é essencial para a consolidação da democracia.

Related video of segundo oliveira e heckert 2013 as artes de governar

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait