Segundo A Definição Adotada Em 2000 Pela Internacional

Reza December 15, 2022
Retrospectiva Confira o passo a passo para adoção internacional

A definição adotada em 2000 pela Internacional refere-se à definição de planetas e outros corpos celestes no sistema solar. Essa definição foi estabelecida pela União Astronômica Internacional (IAU) em sua 26ª Assembleia Geral realizada em Praga, República Tcheca, em 2006.

O Que é a União Astronômica Internacional (IAU)?

A União Astronômica Internacional (IAU) é uma organização científica internacional fundada em 1919. Ela é responsável por promover e coordenar a cooperação internacional em astronomia e em ciências relacionadas. A IAU é composta por membros individuais e membros afiliados, que são organizações profissionais, educacionais ou de pesquisa em astronomia.

Definição Adotada em 2000 pela Internacional

Em 2000, a IAU estabeleceu uma definição preliminar de planetas e outros corpos celestes no sistema solar. Segundo essa definição, um planeta é um corpo celeste que:

  • Orbita o Sol;
  • Tem massa suficiente para que sua própria gravidade o faça assumir uma forma esférica; e
  • Tem “limpado” a vizinhança ao redor de sua órbita, ou seja, não compartilha sua órbita com outros corpos significativos.

Essa definição preliminar foi amplamente aceita pela comunidade científica, mas gerou controvérsias e debates sobre o status de Plutão. Em 2006, a IAU revisou a definição e estabeleceu uma nova classificação de planetas e outros corpos celestes no sistema solar.

Nova Classificação de Planetas e Outros Corpos Celestes no Sistema Solar

Em 2006, a IAU estabeleceu a seguinte definição de planetas e outros corpos celestes no sistema solar:

  1. Planetas: São corpos celestes que:
    • Orbitam o Sol;
    • Têm massa suficiente para que sua própria gravidade os faça assumir uma forma esférica; e
    • Limparam a vizinhança ao redor de sua órbita.
  2. Planetas Anões: São corpos celestes que:
    • Orbitam o Sol;
    • Têm massa suficiente para que sua própria gravidade os faça assumir uma forma esférica;
    • Não limparam a vizinhança ao redor de sua órbita; e
    • Não são satélites.
  3. Corpos Pequenos do Sistema Solar: São todos os outros corpos celestes orbitando o Sol que não são planetas ou planetas anões. Eles incluem asteroides, cometas e outros objetos pequenos.

Com base nessa nova classificação, Plutão foi reclassificado como um planeta anão, pois não limpa sua órbita ao redor do Sol. Além disso, outros corpos celestes foram identificados como planetas anões, incluindo Ceres, Eris, Haumea e Makemake.

For more information, please click the button below.

Conclusão

A definição adotada em 2000 pela Internacional refere-se à definição de planetas e outros corpos celestes no sistema solar. Essa definição foi estabelecida pela União Astronômica Internacional (IAU) em sua 26ª Assembleia Geral realizada em Praga, República Tcheca, em 2006. A nova classificação de planetas e outros corpos celestes no sistema solar estabelecida pela IAU em 2006 inclui três categorias: planetas, planetas anões e corpos pequenos do sistema solar.

FAQs

1. Qual é a diferença entre um planeta e um planeta anão?

A diferença entre um planeta e um planeta anão é que, enquanto um planeta limpa a vizinhança ao redor de sua órbita, um planeta anão não o faz. Além disso, um planeta anão não é um satélite de um planeta maior.

2. Quantos planetas anões existem no sistema solar?

Existem cinco planetas anões no sistema solar: Plutão, Ceres, Eris, Haumea e Makemake.

3. Por que Plutão foi reclassificado como um planeta anão?

Plutão foi reclassificado como um planeta anão porque não limpa sua órbita ao redor do Sol. Além disso, outros corpos celestes foram identificados como planetas anões, incluindo Ceres, Eris, Haumea e Makemake.

Related video of segundo a definicao adotada em 2000 pela internacional

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait