Regime De Capitalização Composta Exemplos

Reza June 12, 2021
PPT Capitalização Composta PowerPoint Presentation, free download

O regime de capitalização composta é um método de cálculo de juros, no qual os juros são calculados sobre o montante principal e os juros acumulados até o momento. Isso significa que, ao contrário do regime de capitalização simples, onde os juros são calculados apenas sobre o montante principal, os juros acumulados são adicionados ao montante principal e, a partir daí, são calculados os juros do próximo período.

Exemplo 1

Suponha que você tenha investido R$ 1.000,00 em um fundo de investimento que paga uma taxa de juros de 10% ao ano, com capitalização composta mensalmente. Qual seria o montante acumulado após 3 anos?

Para calcular o montante acumulado, podemos usar a seguinte fórmula:

M = P * (1 + i)^n

Onde:

  • M = Montante acumulado
  • P = Montante principal
  • i = Taxa de juros
  • n = Número de períodos

Substituindo os valores na fórmula, temos:

For more information, please click the button below.

M = 1.000 * (1 + 0,1/12)^(3*12)

M = 1.000 * 1,007974^36

M = 1.000 * 1,348

M = 1.348,05

Portanto, o montante acumulado após 3 anos seria de R$ 1.348,05.

Exemplo 2

Suponha que você tenha feito um empréstimo de R$ 5.000,00 a uma taxa de juros de 12% ao ano, com capitalização composta trimestralmente. Qual seria o valor total a pagar após 2 anos?

Para calcular o valor total a pagar, podemos usar a seguinte fórmula:

M = P * (1 + i)^n

Onde:

  • M = Valor total a pagar
  • P = Montante principal
  • i = Taxa de juros
  • n = Número de períodos

Substituindo os valores na fórmula, temos:

M = 5.000 * (1 + 0,12/4)^(2*4)

M = 5.000 * 1,129

M = 5.645,76

Portanto, o valor total a pagar após 2 anos seria de R$ 5.645,76.

Exemplo 3

Suponha que você tenha um investimento que paga uma taxa de juros de 8% ao ano, com capitalização composta anualmente. Se você investir R$ 10.000,00 por 5 anos, qual seria o montante acumulado?

Para calcular o montante acumulado, podemos usar a seguinte fórmula:

M = P * (1 + i)^n

Onde:

  • M = Montante acumulado
  • P = Montante principal
  • i = Taxa de juros
  • n = Número de períodos

Substituindo os valores na fórmula, temos:

M = 10.000 * (1 + 0,08)^5

M = 10.000 * 1,469

M = 14.694,04

Portanto, o montante acumulado após 5 anos seria de R$ 14.694,04.

Conclusão

O regime de capitalização composta é um método de cálculo de juros que leva em consideração não apenas o montante principal, mas também os juros acumulados até o momento. Isso faz com que os juros sejam calculados sobre um montante cada vez maior, o que resulta em um crescimento exponencial do investimento. É importante lembrar que, embora a capitalização composta possa ser vantajosa para investimentos de longo prazo, ela pode tornar os empréstimos mais caros.

FAQs

1. Qual é a diferença entre a capitalização composta e a capitalização simples?

Na capitalização simples, os juros são calculados apenas sobre o montante principal, enquanto na capitalização composta, os juros são calculados sobre o montante principal e os juros acumulados até o momento.

2. A capitalização composta é sempre vantajosa?

A capitalização composta pode ser vantajosa para investimentos de longo prazo, mas pode tornar os empréstimos mais caros.

3. Como posso calcular o montante acumulado em um investimento com capitalização composta?

Para calcular o montante acumulado em um investimento com capitalização composta, é possível usar a fórmula M = P * (1 + i)^n, onde M é o montante acumulado, P é o montante principal, i é a taxa de juros e n é o número de períodos. É importante lembrar que a taxa de juros e o número de períodos devem estar na mesma unidade de tempo.

Related video of regime de capitalização composta exemplos

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait