Que Filósofos Contribuíram Para Abalar O Critério Da Evidência?

Reza June 16, 2022
7 características de la filosofía Significados

O critério da evidência é um dos principais fundamentos da filosofia e da ciência. Ele consiste em aceitar apenas o que pode ser comprovado por meio de evidências empíricas, ou seja, por meio da observação, experimentação e medição. No entanto, ao longo da história da filosofia, vários filósofos questionaram e abalaram esse critério, argumentando que ele não é suficiente para compreender a realidade em sua totalidade. Neste artigo, abordaremos os principais filósofos que contribuíram para abalar o critério da evidência.

1. Platão

Platão (427 a.C – 347 a.C) foi um dos primeiros filósofos a questionar o critério da evidência. Ele acreditava que a realidade que percebemos através dos nossos sentidos não é a verdadeira realidade, mas apenas uma sombra ou imitação da realidade verdadeira, que só pode ser conhecida através da razão e da contemplação das ideias eternas e imutáveis. Para Platão, o conhecimento verdadeiro não é adquirido por meio da experiência empírica, mas sim através da razão e da intuição.

2. René Descartes

René Descartes (1596 – 1650) é conhecido como o fundador da filosofia moderna, e um dos principais filósofos que contribuíram para abalar o critério da evidência. Em seu livro “Meditações sobre a Filosofia Primeira”, Descartes propôs o método da dúvida sistemática, que consiste em duvidar de tudo o que não pode ser comprovado por meio da razão e da evidência clara e distinta. Para Descartes, a única coisa que podemos ter certeza é de que estamos pensando, e a partir daí, podemos deduzir a existência de Deus e da alma imortal. Assim, Descartes argumentou que o critério da evidência não é suficiente para alcançar o conhecimento verdadeiro, e que a razão e a intuição são fundamentais para a compreensão da realidade.

3. Immanuel Kant

Immanuel Kant (1724 – 1804) foi um dos principais filósofos da era moderna, e um dos principais críticos do critério da evidência. Em sua obra “Crítica da Razão Pura”, Kant argumentou que o conhecimento não é apenas derivado da experiência empírica, mas também depende das estruturas mentais que moldam nossa percepção da realidade. Assim, Kant propôs que existe uma distinção entre o mundo fenomênico, que é o mundo que percebemos através dos nossos sentidos, e o mundo noumênico, que é a realidade em si mesma, que não pode ser conhecida diretamente. Para Kant, o critério da evidência é limitado pelo fato de que nossa percepção da realidade é moldada pelas estruturas mentais da mente humana.

4. Friedrich Nietzsche

Friedrich Nietzsche (1844 – 1900) foi um filósofo alemão que questionou o critério da evidência de uma forma radical. Em seus escritos, Nietzsche argumentou que a verdade não é algo absoluto e objetivo, mas sim uma construção social e histórica, que muda ao longo do tempo e depende das perspectivas dos indivíduos e das culturas. Assim, Nietzsche propôs que não existe uma única verdade, mas sim várias verdades possíveis, que dependem das perspectivas e dos interesses dos indivíduos e das culturas. Para Nietzsche, o critério da evidência é apenas uma das muitas formas de construir a verdade, e não deve ser considerado como a única forma legítima de conhecimento.

5. Martin Heidegger

Martin Heidegger (1889 – 1976) foi um filósofo alemão que também questionou o critério da evidência, argumentando que a realidade não pode ser reduzida a objetos e fatos observáveis. Em sua obra “Ser e Tempo”, Heidegger propôs que a realidade é uma rede de significados e interpretações, que dependem da existência humana e de sua relação com o mundo. Assim, Heidegger argumentou que o critério da evidência é limitado pelo fato de que ele não pode capturar a totalidade da realidade, que inclui aspectos subjetivos e culturais que não podem ser observados empiricamente.

For more information, please click the button below.

Conclusão

Em resumo, o critério da evidência é um dos fundamentos da filosofia e da ciência, mas vários filósofos questionaram e abalaram esse critério, argumentando que ele é limitado e não pode capturar a totalidade da realidade. Platão, Descartes, Kant, Nietzsche e Heidegger são alguns dos principais filósofos que contribuíram para essa crítica, propondo outras formas de conhecimento que incluem a razão, a intuição, as estruturas mentais e as perspectivas culturais. Assim, o critério da evidência continua a ser um tema de debate e reflexão na filosofia contemporânea.

FAQs

1. O critério da evidência é válido?

Sim, o critério da evidência é válido e é um dos fundamentos da ciência e da filosofia. Ele permite que as afirmações sejam testadas e comprovadas por meio da observação, experimentação e medição, o que ajuda a evitar a especulação e a subjetividade. No entanto, vários filósofos argumentaram que o critério da evidência é limitado e não pode capturar a totalidade da realidade, e que outras formas de conhecimento, como a razão, a intuição e as perspectivas culturais, também são importantes.

2. Como a crítica ao critério da evidência afeta a ciência?

A crítica ao critério da evidência não invalida a ciência, mas pode levar a uma compreensão mais ampla e profunda da realidade. Ao reconhecer que o conhecimento não é apenas derivado da experiência empírica, mas também depende de outras formas de conhecimento, a ciência pode se tornar mais aberta e inclusiva, e pode levar em conta as perspectivas culturais e subjetivas dos indivíduos. Além disso, a crítica ao critério da evidência pode levar a uma maior reflexão sobre os limites da ciência e de sua relação com outras áreas do conhecimento.

3. Como a crítica ao critério da evidência afeta a vida cotidiana?

A crítica ao critério da evidência pode afetar a vida cotidiana ao levar a uma maior reflexão sobre o que consideramos como verdade e conhecimento. Ao reconhecer que a verdade não é algo absoluto e objetivo, mas sim uma construção social e histórica, podemos desenvolver uma maior sensibilidade às perspectivas e experiências dos outros, e podemos questionar nossas próprias crenças e valores. Além disso, a crítica ao critério da evidência pode nos ajudar a desenvolver uma maior tolerância às incertezas e ambiguidades da vida, e a reconhecer que nem tudo pode ser comprovado empiricamente.

Related video of que filósofos contribuíram para abalar o critério da evidência

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait