Que Efeitos De Sentido São Perceptíveis Quando Lemos Que

Reza November 23, 2022
PORTUGUÊS 6º ANO PONTUAÇÃO OS EFEITOS DE SENTIDO YouTube

Ao lermos um texto, é comum percebermos diferentes efeitos de sentido produzidos pelas palavras utilizadas e pela forma como elas são organizadas. Esses efeitos podem ser diversos e variam de acordo com o gênero textual, o contexto de produção e recepção, o público-alvo e outros fatores. Neste contexto, a pergunta “que efeitos de sentido são perceptíveis quando lemos que” pode ser interpretada de diferentes formas, dependendo do contexto em que é feita e do objeto de análise. A seguir, discutiremos algumas possibilidades de interpretação dessa pergunta e apresentaremos exemplos para ilustrar os efeitos de sentido que podem ser percebidos em diferentes situações.

Efeitos de sentido na análise de linguagem

Uma das possibilidades de interpretação da pergunta é que ela se refira à análise de linguagem, ou seja, à investigação dos elementos linguísticos que compõem um texto e das suas relações semânticas e pragmáticas. Nesse caso, os efeitos de sentido podem ser percebidos em diferentes níveis, como o léxico, a sintaxe, a semântica, a pragmática e a discursividade.

Léxico

No nível do léxico, os efeitos de sentido podem ser produzidos pela escolha de palavras que apresentam diferentes conotações, denotações, campos semânticos e associações culturais. Por exemplo, ao lermos a frase “o carro é velho”, podemos inferir que o carro tem muitos anos de uso e apresenta sinais de desgaste, o que pode gerar uma impressão de inferioridade em relação a um carro novo. No entanto, se trocarmos a palavra “velho” por “clássico”, podemos mudar completamente o efeito de sentido, transmitindo a ideia de que o carro é um modelo antigo e valioso, que desperta admiração e nostalgia.

Sintaxe

No nível da sintaxe, os efeitos de sentido podem ser produzidos pela organização das palavras e das frases no texto. Por exemplo, a frase “o cachorro mordeu o carteiro” apresenta uma ordem direta sujeito-verbo-objeto, que transmite uma informação clara e objetiva. No entanto, se invertêssemos a ordem dos elementos, teríamos “o carteiro foi mordido pelo cachorro”, que produz um efeito de sentido diferente, enfatizando a ação do cachorro e a posição de vítima do carteiro.

Semântica

No nível da semântica, os efeitos de sentido podem ser produzidos pelas relações de significado entre as palavras e as frases. Por exemplo, a palavra “saudade” tem um significado complexo e multifacetado na língua portuguesa, envolvendo sentimentos de falta, nostalgia, carinho e tristeza. Ao utilizar essa palavra em um texto, podemos evocar esses diferentes sentidos e criar uma atmosfera emocional específica, que pode variar de acordo com o contexto e a intenção do autor.

Pragmática

No nível da pragmática, os efeitos de sentido podem ser produzidos pelas intenções comunicativas do autor e pelas inferências que o leitor faz a partir do texto. Por exemplo, se um vendedor diz “esse produto é o melhor do mercado”, podemos inferir que ele está tentando persuadir o cliente a comprar o produto, utilizando um argumento de autoridade. No entanto, se um crítico de produtos diz a mesma frase, podemos inferir que ele está fazendo uma avaliação objetiva e comparativa, baseada em critérios técnicos e imparciais.

For more information, please click the button below.

Discursividade

No nível da discursividade, os efeitos de sentido podem ser produzidos pelas estratégias retóricas e discursivas utilizadas pelo autor para construir seu argumento e persuadir o leitor. Por exemplo, uma pessoa que defende uma posição política pode utilizar recursos como a ironia, a hipérbole, a metáfora e a alusão para reforçar seus argumentos e desqualificar os argumentos contrários. Essas estratégias podem gerar diferentes efeitos de sentido, como a sensação de humor, a indignação, a admiração ou a desconfiança.

Efeitos de sentido na interpretação de textos

Outra possibilidade de interpretação da pergunta é que ela se refira à interpretação de textos, ou seja, à compreensão do significado global de um texto e das suas intenções comunicativas. Nesse caso, os efeitos de sentido podem ser percebidos a partir da relação entre o texto e o contexto de produção e recepção, bem como da interação entre o texto e o leitor.

Contexto

No nível do contexto, os efeitos de sentido podem ser produzidos pelas informações que o leitor tem sobre o autor, a época, o local e o tema do texto. Por exemplo, se lemos um poema de Carlos Drummond de Andrade que fala sobre a cidade do Rio de Janeiro, podemos inferir que o autor tinha uma relação afetiva com essa cidade e que suas impressões são baseadas em experiências pessoais. Se, por outro lado, lemos um poema de um autor desconhecido que fala sobre a cidade do Rio de Janeiro, podemos inferir que o texto é baseado em observações gerais e que não tem um vínculo emocional específico com a cidade.

Interpretação

No nível da interpretação, os efeitos de sentido podem ser produzidos pelas inferências e associações que o leitor faz a partir do texto, levando em conta seus conhecimentos prévios, suas experiências pessoais e suas expectativas. Por exemplo, se um texto apresenta uma cena de amor entre dois personagens, podemos inferir que esse amor é romântico, heterossexual e monogâmico, a menos que o texto apresente indícios contrários. No entanto, se o leitor tiver outras referências culturais que apontem para outras formas de amor, como o amor platônico, o amor homoafetivo ou o amor poliamoroso, ele pode interpretar o texto de forma diferente.

Conclusão

Em resumo, a pergunta “que efeitos de sentido são perceptíveis quando lemos que” pode ser interpretada de diferentes formas, dependendo do contexto em que é feita e do objeto de análise. Em geral, os efeitos de sentido são produzidos pelas palavras, pela sintaxe, pela semântica, pela pragmática e pela discursividade dos textos, bem como pela relação entre o texto e o contexto de produção e recepção, e pela interação entre o texto e o leitor. Compreender esses efeitos de sentido é fundamental para a leitura crítica e a produção de textos eficazes e adequados aos diferentes contextos comunicativos.

FAQs

1. Quais são os principais níveis em que os efeitos de sentido podem ser percebidos em um texto?

Os principais níveis são o léxico, a sintaxe, a semântica, a pragmática e a discursividade. Cada um desses níveis envolve diferentes aspectos da linguagem e pode gerar diferentes efeitos de sentido.

2. Como os efeitos de sentido podem variar de acordo com o contexto de produção e recepção do texto?

Os efeitos de sentido podem variar de acordo com fatores como o autor do texto, a época em que foi produzido, o público-alvo, o gênero textual, o suporte e o canal de comunicação. Esses fatores influenciam a forma como o texto é interpretado e recebido pelos leitores.

3. Como os efeitos de sentido podem ser utilizados de forma consciente na produção de textos?

Os efeitos de sentido podem ser utilizados de forma consciente na produção de textos por meio do uso adequado da linguagem, da escolha de palavras e estruturas sintáticas específicas, da seleção de recursos retóricos e discursivos, da consideração do contexto de produção e recepção

Related video of que efeitos de sentido são perceptíveis quando lemos que

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait