Qual A Importância Da Sequência Dos Tubos De Coleta?

Reza August 22, 2022
Pin em Medicina Veterinária

A coleta de amostras sanguíneas é um procedimento fundamental para o diagnóstico de diversas doenças. Para que os resultados dos exames sejam confiáveis e precisos, é importante que os tubos de coleta sejam utilizados na sequência correta. Mas qual a importância da sequência dos tubos de coleta?

Sequência dos tubos de coleta

A sequência dos tubos de coleta é importante porque cada tubo contém uma substância específica que pode interferir nos resultados dos exames subsequentes. A ordem em que os tubos são coletados é fundamental para garantir que as amostras não sejam contaminadas e que os resultados sejam confiáveis.

Normalmente, a sequência de coleta dos tubos de sangue é a seguinte:

  1. Tubo de coleta com anticoagulante – EDTA;
  2. Tubo de coleta com anticoagulante – Fluoreto;
  3. Tubo de coleta sem anticoagulante – Soro;
  4. Tubo de coleta com anticoagulante – Heparina;
  5. Tubo de coleta com anticoagulante – Citrato.

A seguir, vamos entender a função de cada tubo e por que a sequência correta é importante.

Tubo de coleta com anticoagulante – EDTA

O tubo de coleta com EDTA é utilizado para a realização de exames hematológicos, como hemograma completo, contagem de plaquetas e dosagem de hemoglobina. O anticoagulante EDTA (ácido etilenodiaminotetracético) é um agente que impede a coagulação do sangue, preservando as células sanguíneas e evitando alterações nos resultados dos exames.

Tubo de coleta com anticoagulante – Fluoreto

O tubo de coleta com fluoreto é utilizado para a dosagem de glicemia e outros exames que envolvem a dosagem de carboidratos no sangue. O fluoreto é um agente que inibe a atividade da enzima glicose-6-fosfatase, evitando a produção de glicose a partir de outras moléculas durante o armazenamento da amostra.

For more information, please click the button below.

Tubo de coleta sem anticoagulante – Soro

O tubo de coleta sem anticoagulante é utilizado para a dosagem de substâncias que não necessitam de anticoagulante ou que podem ser separadas das células sanguíneas por meio da coagulação. Após a coleta, o sangue é deixado em repouso até que ocorra a coagulação natural. Em seguida, é realizada a centrifugação da amostra para separar o soro do coágulo. O soro é então utilizado para a realização dos exames.

Tubo de coleta com anticoagulante – Heparina

O tubo de coleta com heparina é utilizado para a dosagem de eletrólitos, como sódio, potássio e cloro, e para a realização de exames de coagulação. A heparina é um anticoagulante que age inibindo a ação da trombina, impedindo a formação de coágulos.

Tubo de coleta com anticoagulante – Citrato

O tubo de coleta com citrato é utilizado para a dosagem de fatores de coagulação, como o tempo de protrombina (TP) e o tempo de tromboplastina parcial ativada (TTPA). O citrato é um agente que age como anticoagulante, inibindo a ação da trombina e do fator Xa.

Importância da sequência dos tubos de coleta

Como vimos, cada tubo de coleta possui uma substância específica que pode interferir nos resultados dos exames subsequentes. Por isso, a sequência correta dos tubos é fundamental para garantir que as amostras não sejam contaminadas e os resultados sejam confiáveis.

Por exemplo, se o tubo com citrato for coletado antes do tubo com EDTA, a presença de citrato pode interferir na coagulação das células sanguíneas, afetando os resultados dos exames hematológicos. Da mesma forma, se o tubo com fluoreto for coletado antes do tubo com EDTA, a presença de fluoreto pode interferir na dosagem de cálcio no sangue, que é importante para a coagulação sanguínea.

Além disso, a sequência correta dos tubos também evita a contaminação das amostras por substâncias presentes em tubos anteriores. Por exemplo, se o tubo com EDTA for coletado após o tubo com heparina, pode ocorrer a contaminação da amostra com heparina, o que pode interferir nos resultados dos exames hematológicos.

Conclusão

A sequência correta dos tubos de coleta é fundamental para garantir a precisão e a confiabilidade dos resultados dos exames laboratoriais. Cada tubo contém uma substância específica que pode interferir nos resultados dos exames subsequentes, por isso é importante seguir a ordem de coleta correta. A correta sequência dos tubos evita a contaminação das amostras e garante que os resultados sejam confiáveis.

FAQs

1. O que pode acontecer se os tubos de coleta forem utilizados na ordem errada?

Se os tubos de coleta forem utilizados na ordem errada, pode ocorrer a contaminação das amostras por substâncias presentes em tubos anteriores, o que pode interferir nos resultados dos exames.

2. Qual a importância da coleta de amostras sanguíneas?

A coleta de amostras sanguíneas é um procedimento fundamental para o diagnóstico de diversas doenças. Os exames laboratoriais realizados com as amostras de sangue permitem a detecção de alterações bioquímicas, hormonais e hematológicas que podem indicar a presença de doenças.

3. Quais os exames mais comuns realizados com amostras de sangue?

Os exames mais comuns realizados com amostras de sangue são o hemograma completo, a dosagem de glicemia, a dosagem de eletrólitos, a dosagem de enzimas hepáticas e a dosagem de hormônios.

Related video of qual a importância da sequência dos tubos de coleta

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait