Por Que Os Judeus Rasgavam Suas Vestes Quando Alguém Morre?

Reza April 21, 2022
Com que roupa um judeu deve ser enterrado ? Programa Láma Rabino 19

A prática de rasgar as vestes em sinal de luto era comum entre os judeus antigos e, ainda hoje, é realizada em algumas comunidades judaicas. Essa ação é conhecida como keriah, que significa “rasgar” em hebraico.

Origem do Keriah

A origem do keriah remonta aos tempos bíblicos. Na Bíblia, encontramos diversas referências a essa prática de rasgar as vestes em sinal de luto. O primeiro registro é encontrado em Gênesis 37:29-34, quando José foi vendido como escravo pelos seus irmãos:

“Rubem voltou ao poço, eis que José não estava no poço; rasgou, pois, as suas vestes.” (Gênesis 37:29)

Nesse contexto, Rubem, um dos irmãos de José, rasgou suas vestes como sinal de tristeza e desespero pelo que haviam feito com o irmão.

Outro exemplo é encontrado em Jó 1:20, quando Jó soube da morte de seus filhos:

“Então Jó se levantou, rasgou o seu manto e rapou a sua cabeça; e, lançando-se em terra, adorou.” (Jó 1:20)

Nesse caso, Jó rasgou suas vestes como sinal de luto e também raspou sua cabeça, outra prática comum em sinal de tristeza.

Significado do Keriah

O keriah é uma prática simbólica que representa a dor da perda e o rompimento da integridade pessoal. Ao rasgar as vestes, o enlutado simboliza a ruptura da ordem natural das coisas, a perda de um ente querido e a dor profunda que lhe acomete.

For more information, please click the button below.

De acordo com a tradição judaica, o rasgar das vestes deve ser feito no lado esquerdo do peito, próximo ao coração, e deve ser realizado imediatamente após a notícia da morte ou durante o funeral.

Além disso, o keriah é uma forma de mostrar solidariedade com a família enlutada e de expressar respeito pelo falecido. É uma forma de demonstrar que a morte de uma pessoa é uma perda para toda a comunidade e que todos devem compartilhar da dor e do luto.

Quem deve rasgar as vestes?

De acordo com a tradição judaica, o keriah é uma prática reservada aos parentes mais próximos do falecido, como pais, filhos, irmãos e cônjuges. No entanto, em algumas comunidades judaicas, é permitido que outras pessoas próximas ao falecido também realizem o keriah.

Além disso, há algumas variações na prática do keriah de acordo com a posição social e religiosa da pessoa falecida. Por exemplo, em algumas comunidades, o rabino ou o líder religioso da sinagoga pode rasgar suas vestes em sinal de luto pela morte de um membro proeminente da comunidade.

Outras práticas de luto na tradição judaica

Além do keriah, existem outras práticas de luto na tradição judaica, como:

  • Shivá: período de sete dias de luto após o funeral, em que a família enlutada recebe visitas de amigos e familiares para prestar condolências e oferecer apoio emocional;
  • Kaddish: oração recitada pelos enlutados durante o período de luto e em datas importantes, como o aniversário de morte do falecido;
  • Izkor: oração recitada durante o Yom Kipur e em datas importantes em memória dos falecidos;
  • Hesped: discurso fúnebre feito durante o funeral em honra ao falecido.

Conclusão

O keriah é uma prática simbólica importante na tradição judaica, que representa a dor da perda e o rompimento da integridade pessoal. Ao rasgar as vestes, o enlutado simboliza a ruptura da ordem natural das coisas, a perda de um ente querido e a dor profunda que lhe acomete. Além disso, o keriah é uma forma de mostrar solidariedade com a família enlutada e de expressar respeito pelo falecido.

FAQs

1. A prática do keriah é obrigatória na tradição judaica?

Não, o keriah não é uma prática obrigatória na tradição judaica. No entanto, é uma prática comum em algumas comunidades judaicas e é vista como uma forma de demonstrar respeito pelo falecido e solidariedade com a família enlutada.

2. Por que as vestes são rasgadas no lado esquerdo do peito?

O lado esquerdo do peito é próximo ao coração, que é considerado o centro das emoções e dos sentimentos. Ao rasgar as vestes nessa região, o enlutado simboliza a dor profunda que lhe acomete pela perda do ente querido.

3. Qual é a origem da prática do luto na tradição judaica?

A prática do luto na tradição judaica tem origem na Bíblia e é baseada nas histórias e tradições dos antigos patriarcas e líderes religiosos do povo judeu. Ao longo dos séculos, a tradição do luto foi sendo desenvolvida e adaptada de acordo com as necessidades e costumes das comunidades judaicas ao redor do mundo.

Related video of porque os judeus rasgavam suas vestes quando alguem morre

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait