Por Meio De Qual Mecanismo A Fototransdução É Realizada?

Reza February 22, 2022
A fototransdução nos usa o pigmento visual rodopsina

A fototransdução é um processo fundamental para a visão em animais. Ela é responsável por converter a luz em sinais elétricos que o cérebro pode interpretar como imagens. Para realizar esse processo, o olho humano possui células especializadas chamadas fotorreceptores, que são divididas em dois tipos: bastonetes e cones.

Bastonetes

Os bastonetes são responsáveis por detectar a luz em baixa intensidade e são especialmente importantes para a visão noturna. Eles contêm um pigmento chamado rodopsina, que é sensível à luz. Quando a luz atinge a rodopsina, ela se quebra e libera um sinal elétrico que é enviado para o cérebro.

O processo de fototransdução nos bastonetes ocorre da seguinte forma:

  1. Um fóton de luz atinge a rodopsina no bastonete;
  2. A rodopsina é ativada e se quebra em duas moléculas: retinal e opsin;
  3. O retinal muda de forma e ativa uma proteína chamada transducina;
  4. A transducina ativa uma enzima chamada fosfodiesterase;
  5. A fosfodiesterase quebra moléculas de GMPc (guanosina monofosfato cíclico), que são responsáveis por manter os canais iônicos abertos na membrana do bastonete;
  6. A quebra do GMPc faz com que os canais iônicos se fechem e o potencial de membrana do bastonete se torne mais negativo;
  7. Isso gera um sinal elétrico que é transmitido para as células bipolares e, em seguida, para as células ganglionares do nervo óptico;
  8. Finalmente, o sinal elétrico é enviado para o cérebro, que o interpreta como uma imagem.

Cones

Os cones são responsáveis por detectar a luz em alta intensidade e são especialmente importantes para a visão diurna e para a percepção de cores. Eles contêm três tipos de pigmentos sensíveis à luz, cada um sensível a diferentes comprimentos de onda (vermelho, verde e azul). Quando a luz atinge os cones, os pigmentos são ativados e liberam sinais elétricos que são enviados para o cérebro.

O processo de fototransdução nos cones é semelhante ao dos bastonetes, mas com algumas diferenças importantes:

  1. Cada tipo de cone contém um pigmento diferente sensível a diferentes comprimentos de onda;
  2. Quando a luz atinge um cone, apenas o pigmento correspondente é ativado;
  3. O sinal elétrico gerado pelo cone é mais fraco do que o gerado pelo bastonete, pois há menos pigmentos sensíveis à luz em cada cone;
  4. No cérebro, os sinais elétricos dos cones são combinados para formar a percepção de cores.

Conclusão

A fototransdução é um processo fundamental para a visão em animais. Ela permite que a luz seja convertida em sinais elétricos que o cérebro pode interpretar como imagens. Nos olhos humanos, esse processo é realizado por células especializadas chamadas fotorreceptores, que são divididas em bastonetes e cones. Nos bastonetes, a rodopsina é ativada pela luz e gera um sinal elétrico que é enviado para o cérebro. Nos cones, existem três tipos diferentes de pigmentos sensíveis à luz, cada um sensível a diferentes comprimentos de onda. Quando a luz atinge os cones, os pigmentos são ativados e geram sinais elétricos que são combinados no cérebro para formar a percepção de cores.

For more information, please click the button below.

FAQs

1. Como a fototransdução é afetada em pessoas com daltonismo?

O daltonismo é uma condição em que os cones dos olhos não funcionam corretamente, resultando em dificuldade para distinguir certas cores. Existem diferentes tipos de daltonismo, dependendo de qual tipo de cone é afetado. Em alguns casos, o cone vermelho é afetado, o que pode levar a dificuldade em distinguir vermelho e verde. Em outros casos, o cone verde é afetado, o que pode levar a dificuldade em distinguir verde e amarelo. Em casos raros, os três tipos de cones podem ser afetados, resultando em visão em preto e branco. Como os cones são responsáveis pela percepção de cores, a fototransdução é afetada em pessoas com daltonismo.

2. Como a fototransdução é afetada em pessoas com degeneração macular relacionada à idade?

A degeneração macular relacionada à idade (DMRI) é uma condição em que a mácula, que é a parte central da retina responsável pela visão detalhada, começa a se deteriorar. Isso pode afetar a fototransdução, já que os fotorreceptores na mácula são especialmente importantes para a visão detalhada. À medida que a DMRI progride, a visão central pode ficar distorcida ou embaçada, o que pode limitar a capacidade de ver detalhes finos, como letras em uma página ou rostos.

3. Como a fototransdução é afetada em pessoas com catarata?

A catarata é uma condição em que a lente natural do olho fica opaca, o que pode afetar a entrada de luz no olho. Isso pode afetar a fototransdução, já que menos luz atinge os fotorreceptores na retina. Conforme a catarata progride, a visão pode ficar embaçada ou turva, e as cores podem parecer desbotadas. O tratamento para a catarata é a cirurgia para remover a lente opaca e substituí-la por uma lente artificial clara.

Related video of por meio de qual mecanismo a fototransdução é realizada

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait