O Que Chamou Sua Atenção Na Linguagem Utilizada Por Mia Couto

Reza February 21, 2023
o que chamou a sua atenção nas imagens o que elas têm entre comum pode

Mia Couto é um dos escritores mais renomados de língua portuguesa da atualidade. Seus livros apresentam uma linguagem muito particular, que mistura influências africanas e portuguesas, produzindo um estilo próprio e único. Neste texto, vamos explorar alguns aspectos que chamaram nossa atenção na linguagem utilizada por Mia Couto.

A Linguagem Poética

Uma das características mais marcantes da linguagem de Mia Couto é a sua poesia. Seus livros são repletos de metáforas, imagens e comparações que criam uma atmosfera mágica e onírica. A poesia de Mia Couto é uma poesia da terra, da natureza e dos sentidos. Ele usa a linguagem para descrever as texturas, os odores e os sabores do mundo à sua volta, criando uma sensação de imersão no ambiente descrito.

Um exemplo dessa linguagem poética pode ser encontrado no livro “Terra Sonâmbula”, em que Mia Couto descreve uma cena em que um personagem está com sede:

“O sol queimava, mas a sede que lhe sugava a boca era mais ardente. Não tinha saliva, apenas um seco paladar que lambia as mucosas. No chão encontrou uma pedra úmida. Agarrou-a e lambeu-a, como se fosse uma fruta. A pedra não matou a sede, mas matou-lhe a fome de água.”

Nessa passagem, podemos ver como Mia Couto usa a linguagem para criar uma imagem vívida da sede do personagem. Ele não se contenta em dizer que o personagem está com sede, mas usa a linguagem para descrever as sensações que a sede causa no corpo dele, como a falta de saliva e o paladar seco. Além disso, ele usa a imagem da pedra úmida para criar uma sensação de esperança e desespero ao mesmo tempo: a pedra não pode matar a sede, mas pelo menos pode matar a fome de água.

A Linguagem Oral

Outra característica marcante da linguagem de Mia Couto é a sua oralidade. Seus livros são escritos como se fossem contados em voz alta, com frases curtas, repetições e interjeições. Essa oralidade é resultado da influência da tradição oral africana, que valoriza a palavra falada e a transmissão de histórias de geração em geração.

Um exemplo dessa oralidade pode ser encontrado no livro “A Varanda do Frangipani”, em que Mia Couto descreve uma cena em que um personagem está falando sobre uma lenda local:

For more information, please click the button below.

“- Essa é a lenda do cascudo – e o velho riu, mostrando os dentes amarelos. – O cascudo era um homem muito rico, um dos mais ricos daqui. Mas uma noite ele sonhou que estava pobre, sem um tostão no bolso. Ele acordou assustado e foi ver se sua fortuna ainda estava lá. E não é que a fortuna tinha sumido?”

Nessa passagem, podemos ver como Mia Couto usa a oralidade para criar uma sensação de intimidade entre o narrador e o leitor. Ele usa a expressão “e o velho riu, mostrando os dentes amarelos” para criar uma imagem vívida do personagem e para sugerir que essa é uma história contada de forma pessoal. Além disso, ele usa a repetição da palavra “rico” para enfatizar a importância do personagem na história e para criar um ritmo musical na frase.

A Linguagem Inventiva

Por fim, uma terceira característica marcante da linguagem de Mia Couto é a sua inventividade. Ele não se contenta em usar as palavras de forma convencional, mas cria novas palavras e expressões para descrever o mundo à sua volta. Essa inventividade é resultado da sua formação como biólogo e da sua paixão pela natureza e pela diversidade cultural de Moçambique.

Um exemplo dessa inventividade pode ser encontrado no livro “O Último Voo do Flamingo”, em que Mia Couto descreve uma cena em que um personagem está olhando para o mar:

“O mar cantava, arregalando-se em ondas de seda e espuma. Havia uma música nas águas, feita de risos e soluços, de soltos e apertos. O mar era uma teia de sons, uma toalha de vozes.”

Nessa passagem, podemos ver como Mia Couto usa a linguagem para criar novas metáforas e expressões que descrevem o mar. Ele usa a expressão “arregalando-se em ondas de seda e espuma” para criar uma imagem poética das ondas, e usa a expressão “uma toalha de vozes” para descrever a sensação de que o mar é uma entidade viva e falante. Essa inventividade na linguagem torna a leitura dos livros de Mia Couto uma experiência única e surpreendente.

Conclusão

A linguagem utilizada por Mia Couto é um dos aspectos mais marcantes de sua obra. Sua poesia, oralidade e inventividade criam um estilo único e inconfundível, que transporta o leitor para um mundo mágico e sensorial. Ao ler os livros de Mia Couto, somos convidados a experimentar a linguagem de forma nova e surpreendente, o que torna sua obra uma das mais interessantes e desafiadoras da literatura contemporânea.

FAQs

1. Qual é a importância da oralidade na obra de Mia Couto?

A oralidade é uma das principais características da linguagem de Mia Couto. Ele utiliza uma linguagem que parece ter sido feita para ser contada em voz alta, com frases curtas, repetições e interjeições. Essa oralidade é resultado da influência da tradição oral africana, que valoriza a palavra falada e a transmissão de histórias de geração em geração. Ao utilizar essa oralidade em seus livros, Mia Couto cria uma sensação de intimidade entre o narrador e o leitor, como se estivesse contando uma história pessoal e única.

2. Como a influência africana se reflete na linguagem de Mia Couto?

A influência africana é uma das principais fontes de inspiração para a linguagem de Mia Couto. Ele utiliza uma série de expressões e palavras que são típicas das línguas africanas, além de criar novas palavras e expressões que descrevem a natureza e a vida em Moçambique. Além disso, a oralidade e a poesia presentes em sua obra têm raízes na tradição oral africana, que valoriza a palavra falada e a transmissão de histórias de geração em geração.

3. Por que a linguagem de Mia Couto é considerada inventiva?

A linguagem de Mia Couto é considerada inventiva porque ele não se contenta em usar as palavras de forma convencional. Em vez disso, ele cria novas palavras e expressões para descrever o mundo à sua volta. Essa inventividade é resultado da sua formação como biólogo e da sua paixão pela natureza e pela diversidade cultural de Moçambique. Ao criar novas palavras e expressões, Mia Couto expande os limites da linguagem e nos convida a experimentá-la de forma nova e surpreendente.

Related video of oq chamou sua atenção na linguagem utilizada por mia couto

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait