O Que Brás Cubas Desejava Verdadeiramente Obter Com Seu Emplastro

Reza December 21, 2021
Emplasto Memórias Póstumas de Brás Cubas YouTube

Em “Memórias Póstumas de Brás Cubas”, obra de Machado de Assis, o personagem principal, Brás Cubas, cria um emplastro que promete curar todas as doenças. Mas afinal, o que Brás Cubas desejava verdadeiramente obter com seu emplastro?

O emplastro de Brás Cubas

Brás Cubas, personagem principal do livro “Memórias Póstumas de Brás Cubas”, decidiu criar um emplastro que prometia curar todas as doenças. Ele acreditava que, ao conseguir criar esse remédio, seria capaz de deixar sua marca no mundo e se tornar imortal.

De acordo com a narrativa de Brás Cubas, ele se dedicou por anos a criar o emplastro perfeito. Ele experimentou diversas substâncias e ingredientes até encontrar a fórmula ideal. Após finalizar a criação, Brás Cubas testou o emplastro em si mesmo e em algumas cobaias, e o resultado foi surpreendente: todas as doenças desapareceram.

Após a criação do emplastro, Brás Cubas passou a desejar que seu remédio se tornasse famoso em todo o mundo e que ele fosse lembrado como um grande inventor. No entanto, ele logo percebeu que essa fama e reconhecimento eram efêmeros e que, mesmo que seu emplastro se tornasse um sucesso, ele ainda seria esquecido com o tempo.

O desejo de imortalidade

Além de desejar fama e reconhecimento, Brás Cubas buscava algo mais profundo: a imortalidade. Ele acreditava que, ao criar algo que durasse para sempre, ele seria capaz de vencer a morte e se tornar eterno.

Esse desejo de imortalidade é comum em diversas culturas e épocas. Na Grécia Antiga, por exemplo, os heróis eram imortalizados por meio de suas histórias e feitos. Na Idade Média, os reis e nobres buscavam construir grandes monumentos e palácios para que seus nomes fossem lembrados pelas gerações futuras.

For more information, please click the button below.

Brás Cubas, porém, percebeu que a imortalidade era uma busca vã. Mesmo que ele conseguisse criar algo que durasse para sempre, ele ainda seria apenas uma lembrança distante na mente das pessoas. A morte é inevitável e, por mais que desejemos vencê-la, ela sempre vencerá no final.

A crítica à sociedade brasileira

Além de explorar os desejos humanos por fama e imortalidade, “Memórias Póstumas de Brás Cubas” também faz uma crítica à sociedade brasileira do século XIX.

Brás Cubas é retratado como um homem rico e ocioso, que não tem grandes preocupações além de seus próprios desejos e vontades. Ele é um exemplo da elite brasileira da época, que vivia em uma bolha e não se preocupava com os problemas sociais e econômicos do país.

Além disso, a criação do emplastro é uma metáfora para a busca da cura para os problemas do Brasil. Brás Cubas acreditava que, ao criar um remédio que curasse todas as doenças, ele seria capaz de curar também os problemas sociais e econômicos do país. No entanto, essa busca por uma solução fácil e rápida é criticada por Machado de Assis, que argumenta que os problemas do Brasil são complexos e não podem ser resolvidos por meio de uma fórmula mágica.

Conclusão

Em “Memórias Póstumas de Brás Cubas”, Machado de Assis explora os desejos humanos por fama e imortalidade por meio da história de Brás Cubas e seu emplastro. Ao mesmo tempo, o livro também faz uma crítica à sociedade brasileira do século XIX e à busca por soluções fáceis para problemas complexos.

FAQs

1. O que é um emplastro?

Um emplastro é uma preparação medicinal que é aplicada diretamente sobre a pele. Ele pode ser feito com diversos ingredientes e tem como objetivo tratar dores, inflamações e outros problemas de saúde.

2. Qual é a importância de “Memórias Póstumas de Brás Cubas” na literatura brasileira?

“Memórias Póstumas de Brás Cubas” é considerado uma das obras mais importantes da literatura brasileira. Ela é uma das principais obras do Realismo no país e é conhecida por sua ironia, humor e crítica social.

3. Por que o desejo de imortalidade é tão comum na história da humanidade?

O desejo de imortalidade é comum em diversas culturas e épocas porque a morte é um tema universal e inevitável. As pessoas buscam formas de lidar com a finitude da vida, e a ideia de que é possível vencer a morte por meio de feitos grandiosos ou criações duradouras é uma forma de lidar com essa inevitabilidade.

Related video of o que brás cubas desejava verdadeiramente obter com seu emplastro

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait