Análise De "O Homem Que Sabia Javanês"

Reza August 22, 2022
Áudio livro completo O Homem que sabia Javanês OuçaCultura

“O Homem que Sabia Javanês” é um conto do escritor brasileiro Lima Barreto, publicado pela primeira vez em 1911. O conto é uma crítica social sobre a educação e a hierarquia social na época do Brasil imperial. A história é contada por um narrador em terceira pessoa e segue a vida de dois personagens principais: Raimundo Flamel, um jovem pobre e pouco educado, e Jacob Pinheiro, um homem mais velho e erudito que se tornou famoso por saber javanês.

Personagens Principais

Raimundo Flamel

Raimundo Flamel é o personagem principal do conto. Ele é um jovem pobre e pouco educado, que trabalha como pintor de paredes. Mesmo sem uma educação formal, Raimundo é curioso e deseja aprender coisas novas. Ele conhece Jacob Pinheiro em uma igreja e fica impressionado com o fato de que ele sabe javanês.

Jacob Pinheiro

Jacob Pinheiro é um homem mais velho e erudito que se tornou famoso por saber javanês. Ele tem uma posição social elevada e é respeitado por muitas pessoas da sociedade. No entanto, ele é solitário e sente falta de ter amigos que o compreendam. Ele conhece Raimundo Flamel na igreja e decide ensiná-lo javanês.

Análise do Conto

“O Homem que Sabia Javanês” é uma crítica social sobre a hierarquia social e a educação no Brasil imperial. O conto mostra como a educação formal era vista como algo importante e valorizado na sociedade, mas também mostra que a educação informal e a curiosidade são igualmente importantes.

O conto também critica a hierarquia social da época, que favorecia os mais ricos e educados. Jacob Pinheiro é um exemplo disso, pois ele é respeitado e admirado por muitas pessoas por causa de sua educação e posição social. No entanto, ele também é solitário e sente falta de amigos que o compreendam. Raimundo Flamel, por outro lado, é menosprezado pela sociedade por sua falta de educação e posição social inferior, mas é curioso e deseja aprender coisas novas.

O conto mostra como a amizade entre dois personagens tão diferentes pode ser benéfica para ambos. Raimundo Flamel aprende javanês com Jacob Pinheiro e, ao fazê-lo, ganha uma nova perspectiva sobre o mundo. Ele também se torna amigo de Jacob e o ajuda a se sentir menos solitário. Jacob, por sua vez, aprende com Raimundo que a curiosidade e a vontade de aprender não são exclusivas dos mais educados.

For more information, please click the button below.

Conclusão

“O Homem que Sabia Javanês” é um conto importante na literatura brasileira por sua crítica social sobre a educação e a hierarquia social na época do Brasil imperial. O conto mostra a importância da educação formal e informal, da curiosidade e da amizade entre pessoas de diferentes posições sociais. É uma história que ainda é relevante nos dias de hoje, pois a educação e a hierarquia social ainda são temas importantes na sociedade brasileira.

FAQs

1. Qual é a mensagem principal de “O Homem que Sabia Javanês”?

A mensagem principal é que a educação formal e informal, a curiosidade e a amizade entre pessoas de diferentes posições sociais são importantes para o desenvolvimento pessoal e social.

2. Como o conto critica a hierarquia social da época?

O conto critica a hierarquia social ao mostrar como Jacob Pinheiro é respeitado e admirado por muitas pessoas por causa de sua educação e posição social elevada, mas também é solitário e sente falta de amigos que o compreendam. Raimundo Flamel, por outro lado, é menosprezado pela sociedade por sua falta de educação e posição social inferior, mas é curioso e deseja aprender coisas novas.

3. Por que “O Homem que Sabia Javanês” ainda é relevante nos dias de hoje?

O conto ainda é relevante nos dias de hoje porque a educação e a hierarquia social ainda são temas importantes na sociedade brasileira. Além disso, a curiosidade e a vontade de aprender não são exclusivas dos mais educados, como mostra a história de Raimundo Flamel.

Related video of o homem que sabia javanês análise

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait