Movimento De Reconceituação Do Serviço Social

Reza December 28, 2021
movimento de reconceituação do serviço social wood scribd braxin

O que é o Movimento de Reconceituação do Serviço Social?

O Movimento de Reconceituação do Serviço Social foi um processo político e ideológico que ocorreu na América Latina na década de 1960 e início dos anos 1970, que visava a uma crítica e transformação do Serviço Social como profissão e prática social. O movimento foi influenciado pelo marxismo, pela teoria crítica e pelo pensamento de intelectuais latino-americanos, como Paulo Freire, Enrique Dussel e Ivan Illich. Seu objetivo era questionar a neutralidade e a técnica do Serviço Social, que até então era visto como uma atividade meramente assistencialista e não crítica. Assim, o Movimento de Reconceituação propunha uma redefinição do papel do assistente social, que deveria abandonar sua postura de neutralidade e se engajar politicamente na luta pelos direitos dos menos favorecidos. Além disso, o movimento propunha uma nova abordagem teórica, que levasse em conta as condições sociais e históricas em que as necessidades sociais se manifestavam.

Como surgiu o Movimento de Reconceituação do Serviço Social?

O Movimento de Reconceituação do Serviço Social surgiu em um contexto de intensas transformações políticas e sociais na América Latina. Na década de 1960, havia um clima de efervescência política e de luta por direitos civis e sociais em muitos países da região. Além disso, havia uma crescente influência do marxismo e da teoria crítica em diversos campos do conhecimento. Nesse contexto, o Serviço Social latino-americano passava por uma crise de identidade e legitimidade. A profissão havia sido importada dos Estados Unidos, onde tinha uma tradição mais conservadora e assistencialista. No entanto, na América Latina, o Serviço Social se deparava com uma realidade social distinta, marcada pela pobreza, desigualdade e exclusão. Assim, surgiu a necessidade de repensar o papel do assistente social nesse contexto, abandonando uma postura técnica e neutra e assumindo uma posição política e crítica. O Movimento de Reconceituação do Serviço Social foi uma resposta a essa necessidade.

Quais foram as principais críticas feitas pelo Movimento de Reconceituação do Serviço Social?

O Movimento de Reconceituação do Serviço Social fez diversas críticas ao Serviço Social como profissão e prática social. Algumas das principais críticas foram:

  • O Serviço Social era visto como uma atividade meramente assistencialista, que não questionava as causas estruturais da pobreza e da exclusão social;
  • O assistente social era considerado um técnico neutro, que não se envolvia politicamente na luta pelos direitos dos menos favorecidos;
  • A abordagem teórica do Serviço Social era insuficiente, pois não levava em conta as condições sociais e históricas em que as necessidades sociais se manifestavam;
  • A formação profissional do assistente social era inadequada, pois não preparava o profissional para atuar de forma crítica e transformadora.

Quais foram as principais propostas do Movimento de Reconceituação do Serviço Social?

O Movimento de Reconceituação do Serviço Social propôs diversas mudanças na forma como o Serviço Social era concebido e praticado. Algumas das principais propostas foram:

  • O assistente social deveria abandonar sua postura de neutralidade e se engajar politicamente na luta pelos direitos dos menos favorecidos;
  • O Serviço Social deveria adotar uma abordagem crítica e reflexiva, que levasse em conta as condições sociais e históricas em que as necessidades sociais se manifestavam;
  • O Serviço Social deveria ser concebido como uma prática transformadora, que visava a superar as causas estruturais da pobreza e da exclusão social;
  • A formação profissional do assistente social deveria ser repensada, de forma a preparar o profissional para atuar de forma crítica e transformadora.

Qual foi o legado do Movimento de Reconceituação do Serviço Social?

O Movimento de Reconceituação do Serviço Social deixou um legado importante para a profissão e para a prática social em geral. Algumas das principais contribuições do movimento foram:

  • O questionamento da neutralidade e da técnica do Serviço Social, que levou a uma maior politização da profissão;
  • A adoção de uma abordagem crítica e reflexiva, que levou a uma maior compreensão das condições sociais e históricas em que as necessidades sociais se manifestam;
  • O reconhecimento da importância da formação profissional crítica e transformadora, que prepara o assistente social para atuar de forma engajada e comprometida com a transformação social;
  • A valorização da participação dos usuários na construção das políticas sociais, como forma de garantir sua efetividade e legitimidade;
  • A defesa dos direitos humanos e da justiça social como valores fundamentais da prática social.

Conclusão

O Movimento de Reconceituação do Serviço Social foi um processo político e ideológico que teve um impacto significativo na profissão e na prática social na América Latina. Seu legado inclui a politização da profissão, a adoção de uma abordagem crítica e reflexiva, a valorização da formação profissional crítica e transformadora, entre outros aspectos. O movimento também contribuiu para a defesa dos direitos humanos e da justiça social como valores fundamentais da prática social.

For more information, please click the button below.

FAQs

O Movimento de Reconceituação do Serviço Social ainda é relevante nos dias de hoje?

Sim, o Movimento de Reconceituação do Serviço Social ainda é relevante nos dias de hoje. As críticas e propostas feitas pelo movimento continuam sendo relevantes para a profissão e para a prática social em geral. Além disso, muitos dos desafios enfrentados pelo Serviço Social na década de 1960 ainda persistem, como a pobreza, a desigualdade e a exclusão social.

Quais são os principais desafios enfrentados pelo Serviço Social nos dias de hoje?

Alguns dos principais desafios enfrentados pelo Serviço Social nos dias de hoje são:

  • A crescente precarização do trabalho, que afeta tanto os assistentes sociais quanto os usuários dos serviços sociais;
  • O aumento da desigualdade social e da exclusão, que demanda uma atuação mais incisiva e transformadora do Serviço Social;
  • A necessidade de uma formação profissional que prepare o assistente social para atuar de forma crítica e transformadora, em um cenário de constantes mudanças sociais e políticas;
  • A necessidade de uma maior participação dos usuários na construção das políticas sociais, como forma de garantir sua efetividade e legitimidade.

Quais são as principais correntes teóricas que influenciam o Serviço Social nos dias de hoje?

Algumas das principais correntes teóricas que influenciam o Serviço Social nos dias de hoje são:

  • A teoria crítica, que propõe uma análise crítica das estruturas sociais e políticas;
  • O marxismo, que enfatiza a luta de classes e a transformação social;
  • O feminismo, que busca compreender e superar as desigualdades de gênero na sociedade;
  • A teoria social da vida cotidiana, que enfatiza a importância das práticas cotidianas na construção da realidade social.

Related video of movimento de reconceituação do serviço social

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait