Memórias Quase Póstumas De Machado De Assis

Reza April 19, 2022
Memórias Quase Póstumas De Machado De Assis livrofacil

“Memórias Quase Póstumas de Machado de Assis” é uma obra literária escrita pelo autor brasileiro Machado de Assis. Publicada originalmente em 1906, a obra é uma autobiografia ficcional que apresenta a história de Brás Cubas, um narrador defunto que conta sua própria vida após a morte.

Contexto Histórico

A obra de Machado de Assis foi publicada em um período em que o Brasil estava passando por grandes mudanças sociais e políticas. A escravidão havia sido abolida há pouco tempo, em 1888, e a República fora proclamada em 1889. Esses eventos tiveram um grande impacto na sociedade brasileira e influenciaram a literatura da época.

A obra de Machado de Assis reflete essas mudanças e é uma crítica à sociedade brasileira do século XIX. Através da história de Brás Cubas, o autor aborda temas como a desigualdade social, a corrupção, o poder e a influência da classe dominante.

Temas

“Memórias Quase Póstumas de Machado de Assis” é uma obra complexa que aborda vários temas importantes. Alguns dos principais temas da obra incluem:

Corrupção

A corrupção é um tema recorrente na obra de Machado de Assis. Em “Memórias Quase Póstumas de Machado de Assis”, o autor critica a corrupção presente na sociedade brasileira do século XIX. Brás Cubas, o narrador defunto, é visto como um homem corrupto e sem escrúpulos que usa sua posição privilegiada para obter vantagens.

Poder

O poder é outro tema importante na obra de Machado de Assis. Através da história de Brás Cubas, o autor mostra como o poder pode ser corrupto e como os indivíduos poderosos muitas vezes usam sua posição para controlar e manipular os outros.

For more information, please click the button below.

Desigualdade Social

A desigualdade social é um tema recorrente em toda a obra de Machado de Assis. Em “Memórias Quase Póstumas de Machado de Assis”, o autor mostra como a desigualdade social é uma realidade presente na sociedade brasileira do século XIX. Brás Cubas é um homem rico e privilegiado que tem acesso a todas as oportunidades disponíveis, enquanto outras pessoas não têm as mesmas oportunidades.

Estilo

A obra de Machado de Assis é conhecida por seu estilo único e inovador. O autor usa técnicas literárias como a ironia e a sátira para criticar a sociedade brasileira do século XIX. Ele também usa um estilo de escrita que é conciso e objetivo, mas cheio de significado.

Uma das técnicas mais famosas usadas por Machado de Assis em “Memórias Quase Póstumas de Machado de Assis” é a quebra da quarta parede. O narrador defunto fala diretamente com o leitor e faz comentários sobre a própria obra e sobre a sociedade brasileira. Essa técnica ajuda a tornar a obra mais envolvente e imersiva.

Significado

“Memórias Quase Póstumas de Machado de Assis” é uma obra importante da literatura brasileira e é considerada uma das obras mais importantes de Machado de Assis. Através da história de Brás Cubas, o autor mostra a realidade da sociedade brasileira do século XIX e critica a desigualdade social, a corrupção e o poder.

A obra também é importante porque representa uma mudança na forma como a literatura era escrita no Brasil. Machado de Assis foi um dos primeiros autores brasileiros a usar técnicas literárias inovadoras e a criticar a sociedade brasileira de forma direta e honesta.

Conclusão

“Memórias Quase Póstumas de Machado de Assis” é uma obra literária importante que reflete a sociedade brasileira do século XIX. Através da história de Brás Cubas, o autor critica a desigualdade social, a corrupção e o poder, e usa técnicas literárias inovadoras para contar sua história. A obra é uma das mais importantes da literatura brasileira e é uma leitura obrigatória para qualquer pessoa interessada na história e cultura do Brasil.

FAQs

Qual é o significado do título “Memórias Quase Póstumas de Machado de Assis”?

O título “Memórias Quase Póstumas de Machado de Assis” é uma referência ao fato de que o narrador da história, Brás Cubas, está morto quando começa a narrar sua história. Ele se refere a suas memórias como “quase póstumas” porque ele não está mais vivo quando as escreve.

Como a obra de Machado de Assis reflete a sociedade brasileira do século XIX?

A obra de Machado de Assis reflete a sociedade brasileira do século XIX através da história de Brás Cubas. O autor critica a desigualdade social, a corrupção e o poder presentes na sociedade da época. Ele também mostra como as pessoas poderosas muitas vezes usam sua posição para controlar e manipular os outros.

Por que “Memórias Quase Póstumas de Machado de Assis” é uma obra importante da literatura brasileira?

“Memórias Quase Póstumas de Machado de Assis” é uma obra importante da literatura brasileira porque representa uma mudança na forma como a literatura era escrita no Brasil. Machado de Assis foi um dos primeiros autores brasileiros a usar técnicas literárias inovadoras e a criticar a sociedade brasileira de forma direta e honesta. A obra também é importante porque reflete a sociedade brasileira do século XIX e critica a desigualdade social, a corrupção e o poder.

Related video of memórias quase póstumas de machado de assis

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait