Memórias De Um Sargento De Milícias: Resumo

Reza January 31, 2022
MEMÓRIAS DE UM SARGENTO DE MILÍCIAS Manuel Antônio de Almeida L&PM

Memórias de um Sargento de Milícias é um romance escrito por Manuel Antônio de Almeida, publicado em folhetins entre 1852 e 1853 e em livro em 1854. É considerada uma das obras mais importantes da literatura brasileira.

Enredo

A história se passa no Rio de Janeiro, no final do século XVIII. A trama é centrada em Leonardo, filho de um fidalgo português e de uma brasileira, que é criado pela madrinha, Maria das Hortaliças. O garoto acaba se tornando um malandro e, na adolescência, encontra-se com Vidinha, uma jovem que o conquista. No entanto, Leonardo acaba se envolvendo com Luisinha, filha de um barbeiro, e os dois se casam.

Leonardo é convocado para servir no exército, mas acaba fugindo. Ele se torna então um sargento de milícias, uma espécie de policial que tinha a função de manter a ordem nas ruas. Durante o exercício de suas funções, ele acaba se envolvendo em diversas situações cômicas.

Enquanto isso, Vidinha se torna amante de um rico fazendeiro e Luisinha acaba se envolvendo com um padre. Leonardo acaba descobrindo a traição de Vidinha e, após uma briga com Luisinha, acaba se reconciliando com ela.

Personagens

Além de Leonardo, Luisinha e Vidinha, a obra conta com uma série de personagens secundários que ajudam a compor a trama. Entre eles, destacam-se:

  • Maria das Hortaliças: madrinha de Leonardo;
  • Leonardo-Pataca: malandro que ajuda Leonardo em diversas situações;
  • Major Vidigal: militar que tenta prender Leonardo;
  • Joaquim: amigo de Leonardo;
  • Martins: amigo de Joaquim;
  • Barbeiro: pai de Luisinha;
  • Padre: homem com quem Luisinha se envolve.

Análise

Memórias de um Sargento de Milícias é uma obra que mistura elementos de romance e de comédia. A história é repleta de situações cômicas e de personagens caricatos, o que torna a leitura bastante divertida.

For more information, please click the button below.

No entanto, o livro também apresenta uma crítica social, sobretudo em relação à sociedade brasileira da época. A obra retrata a vida nas ruas do Rio de Janeiro do final do século XVIII, mostrando a desigualdade social, a falta de educação e a corrupção. Leonardo é um personagem que representa a malandragem típica da época, mas também é um retrato da falta de oportunidades para a população pobre e da dificuldade em se conseguir uma ascensão social digna.

Outro aspecto que chama a atenção na obra é a presença de personagens femininas fortes e independentes, como Vidinha e Luisinha. Elas são mulheres que buscam a felicidade e a realização pessoal, mesmo que isso vá contra as expectativas da sociedade da época.

Conclusão

Memórias de um Sargento de Milícias é uma obra que mescla comédia e romance, mas que também apresenta uma crítica social da sociedade brasileira do final do século XVIII. A obra é um retrato da vida nas ruas do Rio de Janeiro, mostrando a desigualdade social, a corrupção e a falta de oportunidades para a população pobre. Além disso, a presença de personagens femininas fortes e independentes é um aspecto que chama a atenção na obra.

FAQs

1. Quem é o autor de Memórias de um Sargento de Milícias?

O autor de Memórias de um Sargento de Milícias é Manuel Antônio de Almeida.

2. Em que período histórico se passa a história?

A história se passa no final do século XVIII, no Rio de Janeiro.

3. Quais são os temas abordados na obra?

A obra aborda temas como desigualdade social, corrupção, malandragem e a falta de oportunidades para a população pobre. Além disso, a presença de personagens femininas fortes e independentes é um aspecto que chama a atenção na obra.

Related video of memórias de um sargento de milícias resumo

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait