Mário De Andrade E Oswald De Andrade

Reza June 25, 2021
Cem anos depois, Mário e Oswald de Andrade voltam a se esbarrar no CCSP

Introdução

Mário de Andrade e Oswald de Andrade foram dois dos principais nomes da literatura brasileira modernista do século XX. Ambos nasceram em São Paulo, em famílias abastadas e influentes, e tiveram grande importância na cultura e na política do país. Mário de Andrade, nascido em 1893, foi um escritor, poeta, musicólogo e folclorista brasileiro. Sua obra mais conhecida é o romance “Macunaíma”, considerado uma das principais obras do modernismo brasileiro. Mário também foi um grande estudioso da cultura popular brasileira, tendo realizado diversas pesquisas sobre as manifestações folclóricas do país. Oswald de Andrade, por sua vez, nasceu em 1890 e foi um escritor, poeta e dramaturgo brasileiro. Ele foi um dos mentores do movimento modernista no Brasil, tendo escrito obras como “Manifesto Antropófago” e “Serafim Ponte Grande”. Oswald também foi um crítico da sociedade brasileira e defendeu a necessidade de uma cultura autônoma e independente das influências estrangeiras.

Conexões entre Mário e Oswald

Apesar de terem visões diferentes sobre a cultura e a política brasileira, Mário e Oswald mantiveram uma relação de amizade e colaboração ao longo de suas vidas. Ambos foram membros do Grupo dos Cinco, um grupo de artistas e intelectuais que se reuniam para discutir ideias sobre a cultura brasileira. Mário e Oswald também trabalharam juntos em diversas ocasiões. Em 1922, Mário organizou a Semana de Arte Moderna em São Paulo, evento que marcou o início do movimento modernista no Brasil. Oswald foi um dos participantes da Semana e apresentou um manifesto que defendia a necessidade de uma cultura brasileira autônoma e independente das influências europeias. Além disso, Mário e Oswald colaboraram na produção de obras literárias. Em 1927, Mário publicou o livro “Poesias”, que incluía diversos poemas de Oswald. Já em 1928, Oswald publicou o romance “Serafim Ponte Grande”, que foi editado por Mário.

Visões diferentes sobre a cultura brasileira

Apesar da amizade e da colaboração, Mário e Oswald tinham visões diferentes sobre a cultura brasileira e o papel do artista na sociedade. Mário de Andrade defendia a valorização da cultura popular e a busca por uma identidade nacional. Ele acreditava que o artista deveria ser um pesquisador e um divulgador da cultura brasileira, buscando inspiração nas raízes do país. Mário foi um dos fundadores do Departamento de Cultura de São Paulo, que tinha como objetivo promover a cultura popular e valorizar as tradições regionais. Oswald de Andrade, por sua vez, defendia a ideia de que a cultura brasileira deveria se libertar das influências estrangeiras e criar uma identidade própria. Ele propunha a antropofagia cultural, ou seja, a incorporação de elementos de outras culturas de forma crítica e criativa. Para Oswald, o artista deveria ser um agente de transformação social, capaz de denunciar as injustiças e as desigualdades da sociedade brasileira.

Legado de Mário e Oswald

Mário de Andrade e Oswald de Andrade deixaram um legado importante para a cultura e a política brasileira. Suas ideias e sua obra influenciaram gerações de artistas e intelectuais, e ainda são relevantes nos dias de hoje. Mário de Andrade contribuiu de forma significativa para a valorização da cultura popular brasileira. Seus estudos sobre as manifestações folclóricas do país foram fundamentais para a compreensão da diversidade cultural brasileira. Além disso, sua obra literária, em especial o romance “Macunaíma”, mostrou uma nova forma de abordar a identidade nacional e a relação entre o urbano e o rural. Oswald de Andrade, por sua vez, foi um dos principais teóricos do modernismo brasileiro. Sua defesa da antropofagia cultural influenciou diversos movimentos artísticos e políticos no Brasil e no mundo. Além disso, sua obra literária, em especial o romance “Serafim Ponte Grande”, mostrou uma nova forma de abordar a realidade brasileira, com uma linguagem inovadora e uma crítica contundente à sociedade da época.

Conclusão

Mário de Andrade e Oswald de Andrade foram dois dos principais nomes da cultura brasileira do século XX. Apesar de terem visões diferentes sobre a cultura e a política do país, ambos deixaram um legado importante para a arte e para a sociedade. Sua amizade e colaboração mostram que é possível construir pontes entre visões diferentes e buscar um objetivo comum.

FAQs

1. Qual foi o principal livro de Mário de Andrade?

O principal livro de Mário de Andrade foi “Macunaíma”, publicado em 1928. O romance é considerado uma das principais obras do modernismo brasileiro e apresenta uma nova forma de abordar a identidade nacional e a relação entre o urbano e o rural.

For more information, please click the button below.

2. O que é antropofagia cultural?

Antropofagia cultural é uma teoria proposta por Oswald de Andrade que defende a incorporação crítica e criativa de elementos de outras culturas. Segundo Oswald, a cultura brasileira deveria se libertar das influências estrangeiras e criar uma identidade própria, capaz de incorporar elementos de outras culturas de forma autônoma e original.

3. Qual foi a importância da Semana de Arte Moderna?

A Semana de Arte Moderna, realizada em 1922 em São Paulo, foi um marco na história da cultura brasileira. O evento reuniu artistas e intelectuais que propunham uma nova forma de abordar a arte e a cultura, valorizando a identidade nacional e buscando uma linguagem inovadora. A Semana de Arte Moderna marcou o início do movimento modernista no Brasil e influenciou gerações de artistas e intelectuais.

Related video of mário de andrade e oswald de andrade

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait