Mapa Mental De Distribuição Eletrônica

Reza January 2, 2022
Distribuição eletrônica Brasil Escola

O mapa mental de distribuição eletrônica é uma ferramenta utilizada para entender a organização dos elétrons nos átomos e íons. Ele representa graficamente os orbitais eletrônicos e suas energias relativas, permitindo prever o comportamento químico dos elementos.

Organização dos Elétrons

Os elétrons são partículas subatômicas que giram em torno do núcleo dos átomos. Eles são distribuídos em orbitais, regiões ao redor do núcleo onde há maior probabilidade de se encontrar um elétron.

A distribuição eletrônica segue regras definidas pela mecânica quântica, que descreve o comportamento das partículas em nível subatômico. Essas regras determinam a quantidade máxima de elétrons que podem ocupar um determinado orbital e a ordem em que os orbitais são preenchidos.

Representação Gráfica

O mapa mental de distribuição eletrônica é uma representação gráfica dos orbitais eletrônicos e suas energias relativas. Ele é organizado em camadas, cada uma representando um nível de energia diferente.

Os elétrons são distribuídos em subníveis, que correspondem a diferentes tipos de orbitais. Cada subnível é representado por uma letra e um número, que indica o nível de energia ao qual ele pertence.

Por exemplo, o subnível 2p representa os orbitais do segundo nível de energia com momento angular igual a 1 e magnético igual a 0. Existem três orbitais desse tipo, representados por p_x, p_y e p_z.

For more information, please click the button below.

O mapa mental também mostra a quantidade de elétrons em cada orbital, seguindo as regras de preenchimento definidas pela mecânica quântica. Essas regras determinam a ordem em que os orbitais devem ser preenchidos, começando pelo orbital de menor energia.

Por exemplo, o primeiro elétron de um átomo de hidrogênio é colocado no orbital 1s, que tem a menor energia. O segundo elétron é colocado no mesmo orbital, já que ele ainda não está completamente preenchido. O terceiro elétron é colocado no próximo orbital disponível, o 2s, e assim por diante.

Importância do Mapa Mental de Distribuição Eletrônica

O mapa mental de distribuição eletrônica é uma ferramenta importante para entender o comportamento químico dos elementos. Ele permite prever as propriedades de um elemento com base na sua configuração eletrônica, como a reatividade, a capacidade de formar ligações químicas e a formação de íons.

Por exemplo, os elementos da família dos halogênios, como o cloro e o flúor, têm uma configuração eletrônica com um elétron no último nível de energia. Isso os torna altamente reativos e capazes de formar ligações com outros elementos para completar seu octeto de elétrons.

Por outro lado, os gases nobres, como o hélio e o neônio, têm uma configuração eletrônica completa em seu último nível de energia. Isso os torna muito estáveis e pouco reativos, o que explica sua baixa reatividade química.

Limitações do Mapa Mental de Distribuição Eletrônica

O mapa mental de distribuição eletrônica é uma ferramenta útil para entender a organização dos elétrons nos átomos e íons. No entanto, ele tem suas limitações.

Uma limitação é que a mecânica quântica não permite prever com precisão a posição exata dos elétrons em torno do núcleo. Ela fornece apenas uma probabilidade de se encontrar um elétron em uma determinada região do espaço.

Outra limitação é que a configuração eletrônica pode variar em certas situações, como em íons ou moléculas. Isso pode afetar o comportamento químico do elemento e tornar a previsão mais difícil.

Exemplo de Mapa Mental de Distribuição Eletrônica

Abaixo está um exemplo de mapa mental de distribuição eletrônica para o átomo de carbono:

  • Nível 1: 2 elétrons no orbital 1s
  • Nível 2: 2 elétrons no orbital 2s, 2 elétrons nos orbitais 2p

No nível 1, o átomo de carbono tem dois elétrons no orbital 1s. No nível 2, ele tem dois elétrons no orbital 2s e dois elétrons nos orbitais 2p. Os orbitais 2p são representados pelos orbitais p_x, p_y e p_z.

O mapa mental mostra que o átomo de carbono tem quatro elétrons em seu último nível de energia, o que o torna capaz de formar quatro ligações químicas para completar seu octeto de elétrons.

Conclusão

O mapa mental de distribuição eletrônica é uma ferramenta útil para entender a organização dos elétrons nos átomos e íons. Ele permite prever o comportamento químico dos elementos com base em sua configuração eletrônica. No entanto, ele tem suas limitações, como a imprecisão na previsão da posição dos elétrons e a variação da configuração em certas situações.

FAQs

1. Como o mapa mental de distribuição eletrônica ajuda a prever o comportamento químico dos elementos?

O mapa mental de distribuição eletrônica permite prever o comportamento químico dos elementos com base em sua configuração eletrônica. Por exemplo, os elementos da família dos halogênios têm uma configuração eletrônica com um elétron no último nível de energia, o que os torna altamente reativos e capazes de formar ligações químicas para completar seu octeto de elétrons.

2. Qual é a limitação do mapa mental de distribuição eletrônica?

Uma limitação do mapa mental de distribuição eletrônica é que a mecânica quântica não permite prever com precisão a posição exata dos elétrons em torno do núcleo. Ela fornece apenas uma probabilidade de se encontrar um elétron em uma determinada região do espaço.

3. Como o mapa mental de distribuição eletrônica é organizado?

O mapa mental de distribuição eletrônica é organizado em camadas, cada uma representando um nível de energia diferente. Os elétrons são distribuídos em subníveis, que correspondem a diferentes tipos de orbitais. Cada subnível é representado por uma letra e um número, que indica o nível de energia ao qual ele pertence.

Related video of mapa mental de distribuição eletrônica

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait