Exercício: Período Simples E Composto

Reza September 10, 2021
Atividades período simple e composto

O que é um período simples?

Um período simples é uma frase composta por apenas uma oração, ou seja, contém apenas um sujeito e um predicado. É uma estrutura sintática simples, que geralmente é curta e objetiva.

Exemplo:

  • Eu gosto de comer pizza.

Neste exemplo, há apenas um sujeito (eu) e um predicado (gosto de comer pizza), formando uma oração simples.

O que é um período composto?

Um período composto é uma frase que contém duas ou mais orações independentes, ou seja, cada uma delas possui um sujeito e um predicado próprios. Essas orações podem estar ligadas por conjunções coordenativas (como “e”, “mas”, “ou”, “porém”) ou por conjunções subordinativas (como “que”, “quando”, “porque”).

Exemplo:

  • Eu gosto de comer pizza, mas meu irmão prefere hambúrguer.

Neste exemplo, há duas orações independentes: “Eu gosto de comer pizza” e “Meu irmão prefere hambúrguer”, que estão ligadas pela conjunção coordenativa “mas”. Essa estrutura forma um período composto.

For more information, please click the button below.

Como identificar um período simples ou composto?

Para identificar se uma frase é um período simples ou composto, é necessário observar a quantidade de sujeitos e predicados presentes na frase. Se houver apenas um sujeito e um predicado, trata-se de um período simples. Se houver dois ou mais sujeitos e predicados independentes, trata-se de um período composto.

Exemplo:

  • Eu gosto de comer pizza.
  • Eu gosto de comer pizza, mas meu irmão prefere hambúrguer.

No primeiro exemplo, há apenas um sujeito e um predicado, formando um período simples. Já no segundo exemplo, há dois sujeitos e predicados independentes, formando um período composto.

Qual a diferença entre um período simples e um período composto?

A principal diferença entre um período simples e um período composto é a quantidade de orações presentes na frase. Enquanto o período simples é formado por apenas uma oração, o período composto é formado por duas ou mais orações independentes.

Além disso, os períodos compostos costumam ser mais complexos e apresentar mais informações do que os períodos simples, que geralmente são mais objetivos e diretos.

Existe alguma regra para utilizar períodos simples e compostos?

Não há uma regra rígida para utilizar períodos simples ou compostos. A escolha entre um ou outro depende do objetivo da frase e da mensagem que se deseja transmitir. Em geral, os períodos simples são indicados para frases curtas e objetivas, enquanto os períodos compostos são indicados para frases mais complexas e com informações adicionais.

Porém, é importante lembrar que a variedade de estruturas sintáticas é fundamental para tornar o texto mais interessante e fluente. Por isso, é recomendado variar o uso de períodos simples e compostos em um mesmo texto, de acordo com a necessidade de cada frase.

Quais são os tipos de conjunções coordenativas e subordinativas?

As conjunções coordenativas são aquelas que ligam orações independentes, ou seja, que possuem a mesma importância na frase. Existem cinco tipos de conjunções coordenativas:

  • Aditivas: adicionam informação à frase, indicando soma ou continuação. Exemplo: e, nem, não só… mas também.
  • Adversativas: indicam oposição ou contraste entre as orações. Exemplo: mas, porém, contudo, todavia.
  • Alternativas: apresentam escolha entre duas possibilidades. Exemplo: ou, ora… ora, quer… quer.
  • Conclusivas: indicam conclusão ou consequência da oração anterior. Exemplo: logo, portanto, por isso.
  • Explicativas: apresentam explicação para a oração anterior. Exemplo: que, porque, pois.

Já as conjunções subordinativas são aquelas que ligam orações dependentes, ou seja, que possuem uma relação de dependência com a oração principal da frase. Existem diversos tipos de conjunções subordinativas, que indicam diferentes tipos de relação entre as orações, como:

  • Causais: indicam causa da oração principal. Exemplo: porque, visto que, já que.
  • Concessivas: indicam algo que não impede ou não implica na oração principal. Exemplo: embora, ainda que, mesmo que.
  • Comparativas: estabelecem comparação com a oração principal. Exemplo: como, tal como, assim como.
  • Condicionais: indicam condição para a oração principal. Exemplo: se, caso, desde que.
  • Conformativas: indicam conformidade ou concordância com a oração principal. Exemplo: conforme, como, segundo.
  • Consecutivas: indicam consequência da oração principal. Exemplo: que, de modo que, de maneira que.
  • Finais: indicam finalidade da oração principal. Exemplo: para que, a fim de que, que.
  • Temporais: indicam tempo da oração principal. Exemplo: quando, enquanto, logo que.

Conclusão

O exercício de identificar e utilizar períodos simples e compostos é fundamental para a compreensão e produção de textos coerentes e coesos. É importante lembrar que a escolha entre um ou outro depende do objetivo da frase e da mensagem que se deseja transmitir. Além disso, a variedade de estruturas sintáticas é fundamental para tornar o texto mais interessante e fluente.

FAQs

1. Qual a diferença entre uma oração principal e uma oração subordinada?

A oração principal é aquela que possui a ideia principal da frase, enquanto a oração subordinada é aquela que depende da oração principal para ter sentido completo. Ou seja, a oração subordinada traz informações adicionais que complementam ou explicam a oração principal.

2. Como identificar o sujeito e o predicado de uma oração?

O sujeito é a pessoa, animal ou coisa que pratica a ação descrita pelo verbo, enquanto o predicado é a informação que se dá sobre o sujeito. Para identificar o sujeito e o predicado de uma oração, é necessário perguntar “quem?” ou “o quê?” para o verbo. O que vem antes do verbo é o sujeito, e o que vem depois é o predicado.

3. Como utilizar as conjunções coordenativas e subordinativas corretamente?

Para utilizar as conjunções coordenativas e subordinativas corretamente, é necessário conhecer o tipo de relação que cada uma delas estabelece entre as orações. Além disso, é importante observar a pontuação adequada, já que as conjunções geralmente pedem o uso de vírgulas ou outros sinais de pontuação para separar as orações.

Related video of exercicio periodo simples e composto

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait