Enem 2015 Quanto Ao Choque De Civilizações

Reza July 23, 2021
Resumo Choque de Civilizações no mundo Globalizado em 2020 Planos de

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) é uma prova aplicada anualmente pelo Ministério da Educação do Brasil com o objetivo de avaliar o desempenho dos estudantes do ensino médio e também de selecionar candidatos para programas de ingresso em universidades e instituições de ensino superior. Em 2015, o tema da redação do ENEM foi “A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira”. No entanto, uma das questões objetivas da prova abordou o conceito de choque de civilizações.

O que é o Choque de Civilizações?

O choque de civilizações é um conceito criado pelo cientista político Samuel Huntington em 1993, que sugere que as diferenças culturais e religiosas entre as nações são a fonte principal de conflito e tensão no mundo contemporâneo. Huntington argumenta que as grandes civilizações do mundo, como a ocidental, a islâmica e a chinesa, têm valores, crenças e tradições distintas que as tornam incompatíveis e propensas a entrar em conflito à medida que competem pelo poder e influência global.

Como a Questão do ENEM Abordou o Choque de Civilizações?

A questão do ENEM que abordou o conceito de choque de civilizações apresentou um trecho do livro “O Oriente Médio, o Islã e o Ocidente”, do historiador Bernard Lewis, que discute a relação entre as civilizações ocidental e islâmica. O texto afirma que “as pessoas de diferentes culturas não se entendem necessariamente mal, mas estão condenadas a se desentender” e questiona se essas diferenças culturais e religiosas são suficientes para justificar a violência e o conflito.

A questão, portanto, não pediu que os candidatos se posicionassem a favor ou contra o choque de civilizações, mas sim que refletissem sobre as implicações desse conceito para a compreensão do mundo contemporâneo e para a possibilidade de cooperação e diálogo entre as nações.

Qual é a Relevância do Conceito de Choque de Civilizações?

O conceito de choque de civilizações é controverso e tem sido criticado por muitos acadêmicos e líderes políticos. Alguns argumentam que ele é simplista e reducionista, pois ignora as diferenças internas dentro das civilizações e exagera as diferenças entre elas. Além disso, muitos afirmam que a ênfase em diferenças culturais e religiosas pode levar ao preconceito e à intolerância em relação a outras culturas e religiões.

No entanto, o conceito de choque de civilizações também tem seus defensores, que argumentam que ele ajuda a explicar muitos dos conflitos internacionais contemporâneos, como a guerra no Iraque e a crise na Síria. Eles afirmam que entender as diferenças culturais e religiosas entre as nações é fundamental para promover a paz, a cooperação e o diálogo entre elas.

For more information, please click the button below.

Conclusão

A questão do ENEM 2015 que abordou o conceito de choque de civilizações foi uma oportunidade para os candidatos refletirem sobre a importância de entender e respeitar as diferenças culturais e religiosas entre as nações, bem como sobre as implicações desse conceito para a compreensão do mundo contemporâneo e para a possibilidade de cooperação e diálogo entre as nações. É importante lembrar que a diversidade cultural e religiosa é uma riqueza da humanidade e que devemos trabalhar juntos para superar nossas diferenças e construir um mundo mais justo e pacífico para todos.

FAQs

1) O conceito de choque de civilizações é válido?

O conceito de choque de civilizações é controverso e tem sido criticado por muitos acadêmicos e líderes políticos. Alguns argumentam que ele é simplista e reducionista, pois ignora as diferenças internas dentro das civilizações e exagera as diferenças entre elas. No entanto, outros afirmam que ele ajuda a explicar muitos dos conflitos internacionais contemporâneos e que entender as diferenças culturais e religiosas entre as nações é fundamental para promover a paz, a cooperação e o diálogo entre elas.

2) Qual é a importância de entender as diferenças culturais e religiosas entre as nações?

Entender as diferenças culturais e religiosas entre as nações é fundamental para promover a paz, a cooperação e o diálogo entre elas. Ao reconhecer e respeitar as diferenças, podemos evitar o preconceito e a intolerância em relação a outras culturas e religiões, e trabalhar juntos para superar nossas diferenças e construir um mundo mais justo e pacífico para todos.

3) Como podemos promover a cooperação e o diálogo entre as nações?

Podemos promover a cooperação e o diálogo entre as nações por meio de iniciativas como intercâmbios culturais, parcerias acadêmicas e científicas, e fóruns internacionais de discussão. Além disso, é importante que os líderes políticos e religiosos se engajem em um diálogo construtivo para resolver as diferenças e conflitos entre as nações.

Related video of enem 2015 quanto ao choque de civilizações

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait