Em Um Experimento Ao Cruzar Plantas Puras De Flores Roxas

Reza October 18, 2021
Pin en Conocimiento del entorno

Um experimento de cruzamento de plantas puras de flores roxas é um exemplo de um estudo genético que envolve a análise de hereditariedade e padrões de herança. Neste experimento, as plantas puras com flores roxas são cruzadas para determinar a proporção de descendentes com flores roxas e brancas. Este tipo de experimento pode ser usado para estudar diferentes características genéticas, como cor de flores, altura da planta, tamanho do fruto, entre outros.

Genética básica

Antes de entender como o experimento funciona, é importante ter uma compreensão básica de genética. Os genes são unidades de informação hereditária que determinam as características físicas e comportamentais dos organismos. Cada organismo tem dois alelos para cada gene, um herdado da mãe e outro do pai. O alelo dominante é aquele que se expressa na presença de um alelo recessivo. Quando dois alelos diferentes estão presentes, o alelo dominante é expresso e o alelo recessivo é mascarado.

Por exemplo, a cor das flores em uma planta pode ser determinada por um único gene com dois alelos: um alelo para flores roxas (dominante) e um alelo para flores brancas (recessivo). Se uma planta tem dois alelos para flores roxas, ela é considerada uma planta pura para a cor das flores. Se uma planta tem um alelo para flores roxas e um alelo para flores brancas, ela é considerada uma planta híbrida.

Experimento de cruzamento de plantas puras de flores roxas

No experimento de cruzamento de plantas puras de flores roxas, duas plantas puras com flores roxas são cruzadas. Cada planta contribui com um alelo para a cor das flores. Como ambas as plantas são puras para a cor das flores, cada uma tem dois alelos para flores roxas.

Quando as duas plantas são cruzadas, seus alelos se combinam aleatoriamente nos descendentes. Isso é conhecido como a primeira lei de Mendel, a lei da segregação. De acordo com esta lei, os alelos se separam durante a formação dos gametas, de modo que cada gameta carrega apenas um alelo para cada gene.

Os descendentes desta primeira geração são chamados de F1. Como ambos os pais são puras para a cor das flores, todos os descendentes da F1 terão um alelo para flores roxas e um alelo para flores brancas. No entanto, apenas o alelo para flores roxas será expresso, pois é dominante.

For more information, please click the button below.

Na F1, a proporção de plantas com flores roxas e brancas será de 100% para flores roxas, uma vez que o alelo para flores roxas é dominante e o alelo para flores brancas é recessivo. Portanto, todas as plantas da F1 terão flores roxas, independentemente do fato de que elas têm um alelo para flores brancas.

Para determinar a proporção de descendentes com flores roxas e brancas na próxima geração, as plantas da F1 são cruzadas entre si. Este é um cruzamento de segunda geração, conhecido como F2.

Na F2, a proporção de plantas com flores roxas e brancas será de 3:1, respectivamente. Isso ocorre porque os alelos para flores roxas e brancas se separam durante a formação dos gametas, de modo que metade dos gametas terá o alelo para flores roxas e metade terá o alelo para flores brancas.

Assim, quando dois descendentes da F1 com alelos para flores roxas são cruzados, há uma chance de 25% (ou 1 em 4) de que sua descendência tenha dois alelos para flores brancas e uma chance de 75% de que tenha um alelo para flores roxas e um alelo para flores brancas.

Conclusão

Em resumo, o experimento de cruzamento de plantas puras de flores roxas é um exemplo de um estudo genético que envolve a análise de hereditariedade e padrões de herança. Este tipo de experimento pode ser usado para estudar diferentes características genéticas, como cor de flores, altura da planta, tamanho do fruto, entre outros. Com a compreensão básica de genética, é possível entender como os alelos se combinam e se separam durante a formação dos gametas, e como isso afeta a proporção de descendentes com características específicas.

FAQs

1. Como é determinada a proporção de descendentes com características específicas?

A proporção de descendentes com características específicas é determinada pela análise dos alelos presentes nos pais e nos descendentes. Por exemplo, se ambos os pais têm um alelo para flores roxas e um alelo para flores brancas, a proporção de descendentes com flores roxas e brancas na F2 será de 1:2:1.

2. O que acontece se uma planta híbrida é cruzada com uma planta pura?

Se uma planta híbrida é cruzada com uma planta pura, a proporção de descendentes com características específicas dependerá dos alelos presentes na planta híbrida. Se a planta híbrida tem um alelo para flores roxas e um alelo para flores brancas, a proporção de descendentes com flores roxas e brancas na F2 será de 1:1.

3. Como os resultados de um experimento de cruzamento podem ser usados?

Os resultados de um experimento de cruzamento podem ser usados para determinar a probabilidade de que um descendente tenha uma determinada característica, com base nos alelos dos pais. Isso pode ser útil para a criação seletiva de plantas com características desejáveis, como flores de uma determinada cor ou frutas de um determinado tamanho.

Related video of em um experimento ao cruzar plantas puras de flores roxas

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait