Em 1938 O Arqueólogo Alemão

Reza November 22, 2021
Enem Em 1938 O Arqueologo EDUCA

Em 1938, o arqueólogo alemão Johann Joachim Winckelmann (1717-1768) foi responsável por importantes descobertas e inovações no estudo da antiguidade clássica, especialmente no que diz respeito à arte grega e romana. Winckelmann é considerado o fundador da história da arte antiga e sua obra é fundamental para a compreensão da cultura clássica ocidental.

Quem foi Johann Joachim Winckelmann?

Johann Joachim Winckelmann nasceu em 9 de dezembro de 1717 em Stendal, na Alemanha. Ele estudou teologia e filosofia em Jena e Halle, mas sua verdadeira paixão era a cultura clássica. Em 1755, foi contratado como bibliotecário do conde von Bünau em Nöthnitz, perto de Dresden, onde teve acesso a uma rica coleção de arte antiga.

Winckelmann começou a escrever sobre arte antiga e em 1756 publicou sua obra mais importante, “Geschichte der Kunst des Altertums” (História da arte antiga), que estabeleceu as bases para a disciplina da história da arte. Em 1763, ele foi convidado pelo rei Frederico II da Prússia para ser seu conselheiro em assuntos de arte antiga.

Winckelmann viajou para a Itália em 1755 e permaneceu lá por dez anos, estudando as antiguidades romanas e gregas. Ele se tornou um especialista em escultura e foi capaz de identificar muitas obras de arte antigas que antes eram desconhecidas. Ele também estudou as técnicas de escultura dos antigos e foi um dos primeiros a reconhecer a importância do contraste entre luz e sombra na escultura.

Winckelmann foi assassinado em Trieste em 8 de junho de 1768, em circunstâncias misteriosas. Sua obra, no entanto, continuou a ser uma influência importante na história da arte e da cultura ocidental.

Quais foram as descobertas e inovações de Winckelmann?

Winckelmann foi responsável por muitas descobertas importantes no estudo da arte antiga, especialmente na arte grega e romana. Suas inovações incluem:

For more information, please click the button below.

Identificação de obras de arte antigas

Winckelmann era capaz de identificar muitas obras de arte antigas que antes eram desconhecidas. Ele estudou a iconografia das esculturas e das pinturas antigas e foi capaz de comparar as obras de arte com descrições de escritores antigos para identificá-las com mais precisão.

Reconhecimento da importância do contraste entre luz e sombra na escultura

Winckelmann reconheceu a importância do contraste entre luz e sombra na escultura e estudou as técnicas de escultura dos antigos para compreender como eles conseguiram criar esse efeito. Ele observou que a luz e a sombra eram usadas para destacar os contornos e as formas da escultura e que isso era uma técnica importante para criar uma sensação de profundidade e realismo.

Criação da disciplina da história da arte antiga

Winckelmann é considerado o fundador da disciplina da história da arte antiga. Ele criou uma metodologia para o estudo da arte antiga que incluía a análise da forma, da iconografia, da técnica e da história da obra de arte. Ele também estabeleceu a importância da contextualização histórica e social para a compreensão da arte antiga.

Influência na cultura ocidental

A obra de Winckelmann teve uma influência significativa na cultura ocidental. Sua defesa da arte grega como um modelo para a arte ocidental influenciou a arte neoclássica do século XVIII e XIX. Ele também defendeu a ideia de que a arte antiga era uma forma de expressão da natureza humana e que a arte deveria ser uma forma de elevar o espírito humano.

Qual foi a importância da obra de Winckelmann?

A obra de Winckelmann foi fundamental para a compreensão da cultura clássica ocidental e para o desenvolvimento da disciplina da história da arte. Suas descobertas e inovações no estudo da arte antiga estabeleceram as bases para a disciplina e influenciaram a arte neoclássica do século XVIII e XIX. Além disso, sua defesa da arte grega como um modelo para a arte ocidental influenciou a cultura ocidental como um todo e sua ideia de que a arte deveria ser uma forma de elevar o espírito humano continua a ser relevante até hoje.

Conclusão

Em 1938, o arqueólogo alemão Johann Joachim Winckelmann foi responsável por importantes descobertas e inovações no estudo da arte antiga, especialmente na arte grega e romana. Sua obra estabeleceu as bases para a disciplina da história da arte e influenciou a arte neoclássica do século XVIII e XIX. Além disso, sua defesa da arte grega como um modelo para a arte ocidental influenciou a cultura ocidental como um todo e sua ideia de que a arte deveria ser uma forma de elevar o espírito humano continua a ser relevante até hoje.

FAQs

Qual foi a importância da obra de Winckelmann para a história da arte?

A obra de Winckelmann foi fundamental para o desenvolvimento da disciplina da história da arte. Ele estabeleceu uma metodologia para o estudo da arte antiga que incluía a análise da forma, da iconografia, da técnica e da história da obra de arte. Além disso, suas descobertas e inovações no estudo da arte antiga influenciaram a arte neoclássica do século XVIII e XIX.

Qual foi a importância da obra de Winckelmann para a cultura ocidental?

A obra de Winckelmann teve uma influência significativa na cultura ocidental. Sua defesa da arte grega como um modelo para a arte ocidental influenciou a arte neoclássica do século XVIII e XIX. Ele também defendeu a ideia de que a arte antiga era uma forma de expressão da natureza humana e que a arte deveria ser uma forma de elevar o espírito humano.

Quais foram as principais inovações de Winckelmann no estudo da arte antiga?

As inovações de Winckelmann no estudo da arte antiga incluem a identificação de obras de arte antigas, o reconhecimento da importância do contraste entre luz e sombra na escultura, a criação da disciplina da história da arte antiga e sua influência na cultura ocidental.

Related video of em 1938 o arqueólogo alemão

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait