"Dorme A Cidade Resta Um Coração"

Reza May 26, 2022
Minha Canção Chico Buarque Cifra melódica Apostila Oficina de…

O poema “dorme a cidade resta um coração” é uma expressão literária que transmite a ideia de uma cidade que, apesar de estar em silêncio, ainda tem vida e emoção pulsando em seu centro. O poema é um convite para refletir sobre a vida urbana e os seus contrastes, lembrando que, mesmo nas grandes cidades, é possível encontrar uma essência que a torna viva.

Origem do poema

O poema “dorme a cidade resta um coração” foi escrito pelo poeta brasileiro Mário Quintana, em 1946. Mário Quintana é considerado um dos maiores poetas brasileiros do século XX, com uma obra marcada pela simplicidade e pela sensibilidade poética.

Quintana nasceu em Alegrete, no Rio Grande do Sul, em 1906, e viveu a maior parte de sua vida em Porto Alegre. Ele trabalhou como jornalista e tradutor, mas foi como poeta que ganhou notoriedade, recebendo diversos prêmios ao longo de sua carreira.

Análise do poema

O poema “dorme a cidade resta um coração” é composto por apenas seis palavras, mas cada uma delas tem um significado profundo e carregado de emoção. A palavra “dorme” traz a ideia de silêncio e calmaria, como se a cidade estivesse adormecida, enquanto a palavra “cidade” representa o cenário urbano, com seus prédios, ruas e avenidas.

A expressão “resta um coração” é o ponto central do poema, pois sugere que, apesar do silêncio e da aparente inércia da cidade, ainda há uma força pulsando em seu centro, uma essência que a torna viva. Essa essência pode ser interpretada de diversas maneiras, mas, em geral, refere-se à cultura, à história, à natureza e à diversidade cultural que caracterizam as grandes cidades.

O poema de Mário Quintana é um convite para refletir sobre a vida urbana e as suas contradições, lembrando que, mesmo nas grandes cidades, é possível encontrar um coração pulsante, uma essência que nos conecta e nos humaniza.

For more information, please click the button below.

Interpretações do poema

O poema “dorme a cidade resta um coração” pode ser interpretado de diversas maneiras, dependendo do contexto e da perspectiva do leitor. Algumas das interpretações mais comuns são:

  • O poema é uma crítica à vida urbana, que muitas vezes é marcada pela alienação e pelo isolamento social;
  • O poema é uma celebração da diversidade cultural e da riqueza histórica das grandes cidades;
  • O poema é uma reflexão sobre a passagem do tempo e a transitoriedade das coisas;
  • O poema é um convite para olhar além das aparências e descobrir a verdadeira essência das coisas;
  • O poema é uma mensagem de esperança, sugerindo que, mesmo nas situações mais difíceis, ainda há uma força pulsando em nosso coração.

Conclusão

O poema “dorme a cidade resta um coração” é uma expressão literária que convida o leitor a refletir sobre a vida urbana e os seus contrastes. O poema nos lembra que, mesmo nas grandes cidades, ainda há uma essência que as torna vivas e pulsantes, uma força que nos conecta e nos humaniza.

Mário Quintana escreveu esse poema em 1946, mas a sua mensagem continua relevante até hoje, uma vez que a vida urbana continua a desafiar as nossas emoções e a nos fazer questionar o nosso lugar no mundo. O poema é um convite para olhar além das aparências e descobrir a verdadeira essência das coisas, um convite para nos conectarmos com o nosso coração e com a essência da vida.

FAQs

1. Qual é a mensagem central do poema “dorme a cidade resta um coração”?

A mensagem central do poema é que, mesmo nas grandes cidades, ainda há uma essência que as torna vivas e pulsantes, uma força que nos conecta e nos humaniza.

2. Quem escreveu o poema “dorme a cidade resta um coração”?

O poema foi escrito pelo poeta brasileiro Mário Quintana, em 1946.

3. O que o poema “dorme a cidade resta um coração” nos convida a refletir?

O poema nos convida a refletir sobre a vida urbana e os seus contrastes, lembrando que, mesmo nas grandes cidades, é possível encontrar uma essência que a torna viva.

Related video of dorme a cidade resta um coração

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait