Dieta Parenteral E Enteral: Qual A Diferença?

Reza March 19, 2023
Dietoterapia Enteral e Parenteral Enfermagem Ilustrada Enfermagem

Quando uma pessoa não consegue se alimentar de forma adequada, seja por problemas de saúde ou por outras razões, pode ser necessário recorrer a uma dieta especial. Existem dois tipos de dieta que podem ser usadas: a dieta parenteral e a dieta enteral.

Dieta Parenteral

A dieta parenteral é uma forma de alimentação que fornece nutrientes diretamente na corrente sanguínea, sem passar pelo trato gastrointestinal. É utilizada em casos em que o paciente não pode receber nutrientes através da alimentação normal, seja por problemas de absorção, obstruções intestinais ou incapacidade de engolir alimentos.

A dieta parenteral é administrada por meio de uma veia central, geralmente no pescoço ou no peito. A solução utilizada na dieta é composta por nutrientes como açúcares, proteínas, gorduras, vitaminas e minerais, além de água e eletrólitos.

A dieta parenteral é indicada em casos de desnutrição grave, câncer, doenças inflamatórias intestinais, entre outras condições que impedem a alimentação normal.

Dieta Enteral

A dieta enteral, por sua vez, é uma forma de alimentação que utiliza o trato gastrointestinal para fornecer os nutrientes ao corpo. É indicada para pacientes que têm capacidade de absorção de nutrientes pelo intestino, mas que não conseguem se alimentar pela boca ou que precisam de uma dieta mais controlada.

A dieta enteral é administrada por meio de um tubo que é inserido pelo nariz ou pela boca e desce até o estômago ou o intestino. A solução utilizada na dieta é composta pelos mesmos nutrientes da dieta parenteral, mas em uma forma mais diluída, para facilitar a digestão e a absorção.

For more information, please click the button below.

A dieta enteral é indicada em casos de doenças neurológicas que afetam a capacidade de deglutição, cirurgias no trato gastrointestinal, câncer, entre outras condições.

Principais diferenças

Embora as duas dietas tenham o objetivo de fornecer nutrientes ao corpo, existem algumas diferenças importantes entre elas:

  • Forma de administração: a dieta parenteral é administrada diretamente na corrente sanguínea, enquanto a dieta enteral é administrada por meio do trato gastrointestinal.
  • Indicação: a dieta parenteral é indicada para pacientes que não podem receber nutrientes pelo trato gastrointestinal, enquanto a dieta enteral é indicada para pacientes que podem receber nutrientes pelo trato gastrointestinal, mas não conseguem se alimentar pela boca.
  • Composição: a solução utilizada na dieta parenteral é mais concentrada do que a solução utilizada na dieta enteral, pois precisa fornecer todos os nutrientes diretamente na corrente sanguínea. Além disso, a dieta parenteral pode incluir medicamentos, enquanto a dieta enteral é composta apenas por nutrientes.
  • Duração: a dieta parenteral é geralmente indicada por um curto período de tempo, enquanto a dieta enteral pode ser utilizada por um período mais longo, até que o paciente recupere a capacidade de se alimentar pela boca.

Conclusão

A dieta parenteral e a dieta enteral são duas formas de alimentação que podem ser utilizadas em casos de desnutrição grave ou incapacidade de se alimentar pela boca. Embora ambas tenham o objetivo de fornecer nutrientes ao corpo, existem diferenças importantes entre elas, como a forma de administração, indicação, composição e duração.

FAQs

1. A dieta parenteral é perigosa?

A dieta parenteral pode apresentar alguns riscos, como infecções, desequilíbrios eletrolíticos e danos à veia central. Por isso, é importante que seja administrada por um profissional capacitado e em um ambiente hospitalar, onde o paciente possa ser monitorado constantemente.

2. A dieta enteral é desconfortável?

A dieta enteral pode causar algum desconforto, como náuseas, vômitos e diarreia. No entanto, esses efeitos colaterais geralmente são temporários e podem ser controlados com medicação.

3. Qual a duração da dieta enteral?

A duração da dieta enteral depende da condição do paciente e do objetivo do tratamento. Em alguns casos, a dieta enteral pode ser utilizada por um período curto, como algumas semanas, enquanto em outros casos pode ser necessária por um período mais longo, até que o paciente recupere a capacidade de se alimentar pela boca.

Related video of dieta parenteral e enteral diferença

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait