A Cobertura Vacinal Para Doenças Como Caxumba Desde 2013

Reza June 24, 2021
Bem Estar Vírus da caxumba se espalha nas escolas e cresce o número

A caxumba é uma doença viral contagiosa que afeta as glândulas salivares. Embora geralmente seja uma doença leve, ela pode causar complicações graves, como meningite, inflamação do pâncreas e infertilidade masculina. A vacinação é a melhor forma de prevenir a caxumba e outras doenças contagiosas.

O que é cobertura vacinal?

Cobertura vacinal é a proporção de pessoas em uma determinada população que foram vacinadas contra uma doença específica. Ela é expressa como uma porcentagem da população total. A cobertura vacinal é importante porque quanto maior a proporção de pessoas vacinadas, menor é a probabilidade de uma epidemia se espalhar.

A cobertura vacinal para a caxumba antes de 2013

Antes de 2013, a cobertura vacinal para a caxumba no Brasil era relativamente baixa. Em 2012, por exemplo, apenas 68% das crianças entre um e dois anos de idade haviam sido vacinadas contra a caxumba. Isso deixava uma grande proporção da população vulnerável à doença e aumentava o risco de epidemias.

A campanha nacional de vacinação contra a caxumba em 2013

Em 2013, o Ministério da Saúde lançou uma campanha nacional de vacinação contra a caxumba. A campanha visava aumentar a cobertura vacinal para a caxumba em todo o país, especialmente entre as crianças. A vacinação foi oferecida gratuitamente em todos os postos de saúde do país.

A campanha foi um sucesso. No final de 2013, a cobertura vacinal para a caxumba havia aumentado para 85% entre as crianças de um e dois anos de idade. Isso representou um aumento significativo em relação ao ano anterior. Embora ainda haja espaço para melhorias na cobertura vacinal, a campanha de 2013 foi um passo importante na prevenção da caxumba e outras doenças contagiosas no Brasil.

A cobertura vacinal para a caxumba desde 2013

Desde 2013, a cobertura vacinal para a caxumba tem se mantido relativamente estável no Brasil. De acordo com o Ministério da Saúde, a cobertura vacinal para a caxumba em crianças de um a dois anos de idade foi de 88% em 2019. Isso representa um aumento significativo em relação à cobertura vacinal de 2012, mas ainda há espaço para melhorias.

For more information, please click the button below.

A vacinação contra a caxumba é recomendada para todas as crianças a partir de um ano de idade. Além disso, é importante que os adultos também sejam vacinados, especialmente aqueles que nunca foram vacinados contra a caxumba ou que não têm certeza se foram vacinados no passado.

Conclusão

A cobertura vacinal para a caxumba tem melhorado no Brasil desde a campanha nacional de vacinação de 2013. Embora ainda haja espaço para melhorias, a vacinação é a melhor forma de prevenir a caxumba e outras doenças contagiosas. É importante que todas as crianças e adultos sejam vacinados para proteger a si mesmos e à população em geral.

FAQs

1. A vacina contra a caxumba é segura?

Sim, a vacina contra a caxumba é segura e eficaz. Ela é recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) como a melhor forma de prevenir a caxumba e outras doenças contagiosas.

2. Quantas doses da vacina contra a caxumba são necessárias?

Para uma proteção adequada, são necessárias duas doses da vacina contra a caxumba. A primeira dose é administrada aos 12 meses de idade e a segunda dose é administrada entre um e dois anos de idade.

3. Quem não deve ser vacinado contra a caxumba?

Algumas pessoas não devem ser vacinadas contra a caxumba, incluindo aquelas com alergia grave a algum componente da vacina, aquelas com sistema imunológico enfraquecido (como pacientes com câncer ou HIV) e aquelas que estão grávidas. Se você tem dúvidas sobre se deve ou não ser vacinado contra a caxumba, consulte um médico.

Related video of desde 2013 a cobertura vacinal para doenças como caxumba

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait