Classifique O Sujeito Das Orações A Seguir

Reza November 7, 2021
Classifique os sujeitos das orações abaixo

Quando estudamos a língua portuguesa, é fundamental conhecer a estrutura básica das orações e suas partes essenciais. Entre essas partes, o sujeito é um elemento fundamental, pois é ele quem pratica a ação expressa pelo verbo. Neste artigo, vamos aprender como classificar o sujeito das orações em diferentes categorias.

O que é o sujeito?

O sujeito é uma das partes essenciais da oração, que indica quem ou o que pratica a ação expressa pelo verbo. Em outras palavras, o sujeito é o elemento sobre o qual se faz uma afirmação na oração. Por exemplo:

  • O cachorro latiu durante a noite.
  • Eu gosto de viajar nas férias.
  • A chuva molhou todo mundo.

Nos exemplos acima, o sujeito é, respectivamente, “o cachorro”, “eu” e “a chuva”. Em cada caso, é o sujeito que pratica a ação expressa pelo verbo (“latiu”, “gosto”, “molhou”).

Tipos de sujeito

O sujeito pode ser classificado em diferentes tipos, dependendo de sua estrutura ou de suas características semânticas. Os principais tipos de sujeito são:

Sujeito simples

O sujeito simples é aquele que possui apenas um núcleo, ou seja, um substantivo ou um pronome que pratica a ação expressa pelo verbo. Por exemplo:

  • O menino correu no parque.
  • Ela estudou para a prova de matemática.
  • Nós compramos ingressos para o cinema.

Nos exemplos acima, o sujeito é simples porque possui apenas um núcleo (“o menino”, “ela”, “nós”).

For more information, please click the button below.

Sujeito composto

O sujeito composto é aquele que possui dois ou mais núcleos, ou seja, dois ou mais substantivos ou pronomes que praticam a ação expressa pelo verbo. Por exemplo:

  • O pai e a mãe foram ao supermercado.
  • Eu e você precisamos conversar.
  • O sol e a lua são astros do sistema solar.

Nos exemplos acima, o sujeito é composto porque possui dois núcleos (“o pai e a mãe”, “eu e você”, “o sol e a lua”).

Sujeito oculto ou elíptico

O sujeito oculto ou elíptico é aquele que não está expresso na oração, mas pode ser identificado pelo contexto ou pela terminação verbal. Esse tipo de sujeito é comum em frases imperativas, em que o verbo é conjugado na segunda pessoa do singular ou do plural, e em frases com verbos impessoais, que não têm sujeito determinado. Por exemplo:

  • Compre um presente para sua mãe. (sujeito oculto: “você”)
  • Chove muito nesta época do ano. (verbo impessoal)
  • Faz muito frio na serra. (verbo impessoal)

Nos exemplos acima, o sujeito é oculto ou elíptico porque não está expresso na oração, mas pode ser identificado pelo contexto ou pela terminação verbal (“você” na primeira frase, e o clima na segunda e terceira frases).

Sujeito indeterminado

O sujeito indeterminado é aquele que não pode ser determinado com precisão na oração. Esse tipo de sujeito ocorre em frases com verbos transitivos diretos ou intransitivos, conjugados na terceira pessoa do singular, e que não possuem um sujeito determinado. Por exemplo:

  • Venderam muitos ingressos para o show.
  • Está ventando muito lá fora.
  • Choveu durante toda a tarde.

Nos exemplos acima, o sujeito é indeterminado porque não é possível determiná-lo com precisão na oração (“eles”, “o clima”, “a chuva”, respectivamente).

Sujeito inexistente ou inexpresso

O sujeito inexistente ou inexpresso é aquele que não existe na oração, ou seja, não há um substantivo ou pronome que pratique a ação expressa pelo verbo. Esse tipo de sujeito ocorre em frases com verbos impessoais, que não têm um sujeito determinado, ou em frases que expressam fenômenos da natureza ou fórmulas matemáticas. Por exemplo:

  • É necessário estudar para a prova.
  • É proibido fumar neste local.
  • Vinte mais cinco são trinta.

Nos exemplos acima, o sujeito é inexistente ou inexpresso porque não há um substantivo ou pronome que pratique a ação expressa pelo verbo (“estudar”, “fumar”, “são”, respectivamente).

Como identificar o sujeito?

Para identificar o sujeito de uma oração, é necessário seguir alguns passos simples:

  1. Identificar o verbo da oração;
  2. Perguntar “quem?” ou “o quê?” antes do verbo;
  3. Encontrar a resposta para a pergunta, que será o sujeito.

Vamos ver alguns exemplos:

  • O cachorro latiu durante a noite. (verbo: “latiu”; pergunta: “quem latiu?”; resposta: “o cachorro”)
  • Eu gosto de viajar nas férias. (verbo: “gosto”; pergunta: “quem gosta?”; resposta: “eu”)
  • A chuva molhou todo mundo. (verbo: “molhou”; pergunta: “o quê molhou?”; resposta: “a chuva”)

Nos exemplos acima, identificamos o verbo da oração (“latiu”, “gosto”, “molhou”), perguntamos “quem?” ou “o quê?” antes do verbo, e encontramos a resposta para essa pergunta, que é o sujeito (“o cachorro”, “eu”, “a chuva”, respectivamente).

Conclusão

O sujeito é uma das partes essenciais da oração, que indica quem ou o que pratica a ação expressa pelo verbo. Existem diferentes tipos de sujeito, como o sujeito simples, composto, oculto, indeterminado e inexistente ou inexpresso. Para identificar o sujeito de uma oração, é necessário identificar o verbo, perguntar “quem?” ou “o quê?” antes do verbo e encontrar a resposta para essa pergunta. É importante conhecer bem os tipos de sujeito para entender melhor a estrutura das orações e a gramática da língua portuguesa.

FAQs

1. O sujeito sempre vem antes do verbo?

Nem sempre. Em algumas construções gramaticais, o sujeito pode vir depois do verbo, como em frases interrogativas com inversão sujeito-verbo (“Chegou o trem?”) ou em frases com verbos no particípio passado (“Vistos de longe, os prédios parecem pequenos”).

2. O sujeito oculto é sempre “você”?

Não necessariamente. O sujeito oculto pode ser qualquer pessoa ou coisa que poss

Related video of classifique o sujeito das orações a seguir

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait