Casimiro De Abreu Meus Oito Anos

Reza December 29, 2021
Poemas em Imagem Meus oito anos

Introdução

“Meus oito anos” é um poema de Casimiro de Abreu que faz parte de sua obra “As Primaveras”, publicada em 1859. Neste poema, o autor relembra sua infância e como sua vida era simples e feliz naquela época. Neste texto, vamos analisar o poema “Meus oito anos” e entender melhor o contexto em que ele foi escrito.

Desenvolvimento

O poema começa com a seguinte estrofe:

Oh! que saudades que tenho
Da aurora da minha vida,
Da minha infância querida
Que os anos não trazem mais!
Que amor, que sonhos, que flores,
Naquelas tardes fagueiras
À sombra das bananeiras
Debaixo dos laranjais!

Nestes versos, Casimiro de Abreu expressa sua saudade da infância e como aquela época era importante para ele. Ele relembra dos momentos felizes que passou naquela fase da vida, como os amores, sonhos e flores que faziam parte de seu cotidiano. A imagem das bananeiras e laranjais remete ao ambiente em que ele cresceu, no interior do Rio de Janeiro.

Na segunda estrofe, o autor fala sobre como a vida mudou desde então:

Ai! que saudade que tenho
Da aurora da minha vida,
Da minha infância querida
Que os anos não trazem mais!
Do jardim da minha amada
Da casinha que morava
Daqueles tempos que não volta
Que os anos não trazem mais!

Nesta parte do poema, Casimiro de Abreu relembra dos lugares que frequentava na infância, como o jardim da amada e a casinha em que morava. Ele também enfatiza que esses tempos não voltam mais, indicando que a vida mudou drasticamente desde então.

Na terceira estrofe, o autor fala sobre a importância da infância em sua formação:

For more information, please click the button below.

Lindos dias de inocência
Que não voltam nunca mais…
Hei de acaso, desprevenido
Tornar a esses sítios onde
Minha alma feliz deixei?
Que saudades que eu sentia
Da aurora da minha vida,
Da minha infância querida
Que os anos não trazem mais!

Casimiro de Abreu enfatiza como a infância foi importante para sua formação, e que ele gostaria de voltar a esses tempos. Ele sente saudades daqueles dias de inocência e felicidade, mas sabe que não pode voltar atrás e que esses tempos nunca mais voltarão.

Conclusão

O poema “Meus oito anos” é uma obra que expressa a saudade da infância e como essa época foi importante para a formação do autor. Casimiro de Abreu relembra dos momentos felizes que passou naquela fase da vida, mas também enfatiza que esses tempos não voltam mais. O poema é uma reflexão sobre a passagem do tempo e como a vida muda ao longo dos anos.

FAQs

1. Quem foi Casimiro de Abreu?

Casimiro de Abreu foi um poeta brasileiro, nascido em Barra de São João, no Rio de Janeiro, em 4 de janeiro de 1839. Ele é considerado um dos principais poetas da segunda geração romântica brasileira, ao lado de Castro Alves e Álvares de Azevedo. Sua obra mais conhecida é “As Primaveras”, publicada em 1859.

2. Qual é o tema principal do poema “Meus oito anos”?

O tema principal do poema “Meus oito anos” é a saudade da infância e como essa época foi importante para a formação do autor. Casimiro de Abreu relembra dos momentos felizes que passou naquela fase da vida, mas também enfatiza que esses tempos não voltam mais.

3. Qual é a importância da obra de Casimiro de Abreu para a literatura brasileira?

A obra de Casimiro de Abreu é importante para a literatura brasileira por representar o romantismo brasileiro e por trazer temas como a natureza, a saudade e a melancolia. Seus poemas são marcados por uma linguagem simples e pela emoção que transmitem, o que os torna acessíveis a um público amplo. Além disso, Casimiro de Abreu é considerado um dos principais poetas da segunda geração romântica brasileira, ao lado de Castro Alves e Álvares de Azevedo.

Related video of casimiro de abreu meus oito anos

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait