Busque Amor Novas Artes Novo Engenho

Reza July 15, 2021
Busque Amor Novas Artes Novo Engenho Análise EDUCA

“Busque amor novas artes novo engenho” é um trecho do “Soneto XXVII”, um dos sonetos escritos pelo poeta português Luís Vaz de Camões. Esse soneto é encontrado em sua obra mais conhecida, “Os Lusíadas”.

Luís Vaz de Camões

Luís Vaz de Camões é considerado um dos maiores poetas da língua portuguesa. Nasceu em Lisboa, Portugal, em 1524 e faleceu em 1580. Sua vida foi marcada por muitas dificuldades financeiras e amorosas. Ele teve que se dedicar aos estudos, em busca de uma posição social melhor.

Camões é mais conhecido por sua obra “Os Lusíadas”, um poema épico que conta a história dos descobrimentos portugueses. A obra é dividida em dez cantos e é considerada uma das obras mais importantes da literatura portuguesa.

Análise do Soneto XXVII

O Soneto XXVII começa com o verso “Busque amor novas artes novo engenho”. Esse verso pode ser interpretado de várias maneiras. Pode ser uma indicação para o leitor de que precisa buscar novas formas de expressar o amor. Além disso, pode ser uma indicação para o próprio poeta, de que ele precisa encontrar novas formas de falar sobre o amor, já que as formas tradicionais já foram esgotadas.

O segundo verso, “Para matar-me, e novas esquivanças” indica que o poeta está buscando novas maneiras de lidar com a dor do amor. Ele está tentando se proteger das dores do amor.

No terceiro verso, “Porque não basta, Senhora, só serdes” o poeta está falando com a mulher amada. Ele está dizendo que não basta apenas ela existir, que ele precisa de mais dela.

For more information, please click the button below.

O verso “Linda, e de serdes linda, terem os céus” é uma referência ao fato de que a mulher amada é tão bonita que até o céu a admira.

O último verso, “Com essas partes, que em vós natureza” é uma referência às partes do corpo da mulher que são tão perfeitas que parecem ter sido criadas pela natureza.

Esse soneto é um exemplo do estilo lírico de Camões. Ele usa uma linguagem poética para expressar seus sentimentos de amor e dor.

Significado do Soneto XXVII

O Soneto XXVII é um poema de amor. Ele expressa os sentimentos do poeta em relação à mulher que ele ama. O poema é uma mistura de dor e desejo. O poeta está sofrendo por amor, mas ao mesmo tempo deseja a mulher amada.

O poema também pode ser interpretado como uma busca pelo novo. O poeta está buscando novas maneiras de expressar seus sentimentos e de lidar com a dor de amor. Ele está buscando uma nova forma de amor.

É possível que o poema seja uma crítica às formas tradicionais de expressão do amor. Camões pode estar sugerindo que essas formas já foram esgotadas e que é necessário encontrar novas formas de expressar o amor.

Conclusão

“Busque amor novas artes novo engenho” é um trecho do Soneto XXVII, um poema de amor escrito pelo poeta português Luís Vaz de Camões. O poema é uma mistura de dor e desejo e pode ser interpretado como uma busca pelo novo e uma crítica às formas tradicionais de expressão do amor.

FAQs

1. O que é um soneto?

O soneto é uma forma poética que surgiu na Itália no século XIII. Consiste em 14 versos divididos em dois quartetos e dois tercetos.

2. Qual é o significado de “Os Lusíadas”?

“Os Lusíadas” é uma obra poética épica escrita por Luís Vaz de Camões. Ela conta a história dos descobrimentos portugueses e é considerada uma das obras mais importantes da literatura portuguesa.

3. Qual é o estilo literário de Camões?

Camões é conhecido por seu estilo lírico, que usa uma linguagem poética para expressar sentimentos de amor e dor. Além disso, ele também escreveu poesia épica, como “Os Lusíadas”.

Related video of busque amor novas artes novo engenho

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait