A Libras: Língua Brasileira De Sinais Em Seu Aspecto Morfológico

Reza October 22, 2022
Aspectos estruturais da Libras Por Sinais

A Língua Brasileira de Sinais (Libras) é a língua oficial da comunidade surda brasileira. Ela é reconhecida pela Lei Federal nº 10.436, de 24 de abril de 2002, que regulamenta a sua utilização e dá outras providências. A Libras é uma língua visual-espacial, ou seja, utiliza-se de gestos, expressões faciais e corporais para a comunicação. Neste artigo, vamos abordar o aspecto morfológico da Libras, que se refere à estrutura interna das palavras, como elas se formam e se organizam.

Morfologia da Libras

A morfologia da Libras é complexa e rica em aspectos que a tornam uma língua completa e autônoma. Assim como nas línguas orais, a morfologia da Libras se refere à formação e estrutura das palavras. Ela é composta pelos seguintes elementos:

  • Sinais: são as unidades básicas da Libras, equivalentes às palavras das línguas orais. Cada sinal é composto por configurações de mãos, movimentos, pontos de articulação, orientação e expressões faciais e corporais.
  • Afixos: são elementos que se adicionam aos sinais para modificar seu significado. Eles podem ser prefixos, que se adicionam no início do sinal, ou sufixos, que se adicionam no final.
  • Classificadores: são sinais que representam características de objetos, animais, pessoas ou situações. Eles são usados para descrever formas, tamanhos, texturas, movimentos, entre outros aspectos.

Sinais

Os sinais são as unidades básicas da Libras. Cada sinal é composto por configurações de mãos, movimentos, pontos de articulação, orientação e expressões faciais e corporais. Eles podem ser classificados em:

  • Sinais lexicais: são sinais que representam palavras da língua portuguesa. Exemplo: casa, escola, carro.
  • Sinais icônicos: são sinais que representam visualmente o objeto ou a ação que estão sendo descritos. Exemplo: o sinal de “chuva” é feito com as mãos em forma de gotas caindo.
  • Sinais arbitrários: são sinais que não possuem relação direta com o objeto ou a ação que estão sendo descritos. Eles dependem da convenção estabelecida pela comunidade surda. Exemplo: o sinal de “felicidade” é feito com as mãos em forma de “V”.

Os sinais podem ser modificados por afixos e classificadores para ampliar seu significado. Por exemplo, o sinal de “comida” pode ser modificado pelo afixo “aumentativo”, formando o sinal de “comidão”, que indica uma grande quantidade de comida. Já o sinal de “cachorro” pode ser acompanhado pelo classificador “andando”, que descreve a ação do cachorro caminhando.

Afixos

Os afixos são elementos que se adicionam aos sinais para modificar seu significado. Eles podem ser prefixos, que se adicionam no início do sinal, ou sufixos, que se adicionam no final. Alguns exemplos de afixos em Libras são:

  • Negativo: adicionado ao sinal, indica negação ou negatividade. Exemplo: o sinal de “feliz” pode ser modificado pelo afixo “negativo”, formando o sinal de “triste”.
  • Aumentativo: adicionado ao sinal, indica aumento de intensidade ou quantidade. Exemplo: o sinal de “fome” pode ser modificado pelo afixo “aumentativo”, formando o sinal de “faminto”.
  • Diminutivo: adicionado ao sinal, indica diminuição de intensidade ou quantidade. Exemplo: o sinal de “grande” pode ser modificado pelo afixo “diminutivo”, formando o sinal de “pequeno”.
  • Temporal: adicionado ao sinal, indica tempo ou duração. Exemplo: o sinal de “dia” pode ser modificado pelo afixo “temporal”, formando o sinal de “dia todo”.

Classificadores

Os classificadores são sinais que representam características de objetos, animais, pessoas ou situações. Eles são usados para descrever formas, tamanhos, texturas, movimentos, entre outros aspectos. Alguns exemplos de classificadores em Libras são:

For more information, please click the button below.
  • Classificador de tamanho: representa o tamanho de objetos ou animais. Exemplo: para descrever um elefante, pode-se usar o classificador de tamanho “grande” e fazer o sinal de elefante dentro dele.
  • Classificador de forma: representa a forma de objetos ou animais. Exemplo: para descrever um avião, pode-se usar o classificador de forma “alongado” e fazer o sinal de avião dentro dele.
  • Classificador de movimento: representa o movimento de objetos ou pessoas. Exemplo: para descrever uma pessoa caminhando, pode-se usar o classificador de movimento “andando” e fazer o sinal de pessoa dentro dele.
  • Classificador de superfície: representa a textura de objetos. Exemplo: para descrever uma parede áspera, pode-se usar o classificador de superfície “áspero” e fazer o sinal de parede dentro dele.

Conclusão

A morfologia da Libras é um dos aspectos que a tornam uma língua completa e autônoma. Ela é composta por sinais, afixos e classificadores, que se combinam para formar palavras e expressões complexas. A riqueza e complexidade da morfologia da Libras evidenciam a importância de sua valorização e ensino nas escolas e na sociedade em geral.

FAQs

1. A Libras é uma linguagem universal?

Não, a Libras é uma língua específica e não universal. Assim como existem diversas línguas orais no mundo, cada uma com suas particularidades, a Libras é uma língua visual-espacial que tem suas próprias características e variações regionais.

2. Qual a importância do ensino da Libras nas escolas?

O ensino da Libras nas escolas é importante para garantir a inclusão e o acesso à educação das pessoas surdas. Além disso, o aprendizado da Libras pode contribuir para a valorização da cultura surda e para a promoção da diversidade linguística e cultural.

3. A Libras é uma língua em constante evolução?

Sim, assim como as línguas orais, a Libras é uma língua em constante evolução e adaptação. Novos sinais e expressões são criados e incorporados à língua de acordo com as necessidades e demandas da comunidade surda.

Related video of a libras lingua brasileira de sinais em seu aspecto morfologico

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait