A Família Tarsila Do Amaral

Reza October 18, 2021
na pintura do artista Tarsila do Amaral, A Família 1925. Porque podemos

Introdução

Tarsila do Amaral foi uma das artistas mais renomadas da história do Brasil. Seu trabalho revolucionou a arte moderna brasileira e a tornou uma das mais importantes figuras do movimento antropofágico. Além de suas conquistas artísticas, Tarsila também teve uma vida pessoal interessante e em grande parte desconhecida pelo público em geral. Neste artigo, vamos explorar a história da família Tarsila do Amaral e sua influência na vida e obra da artista.

A Família de Tarsila do Amaral

Tarsila do Amaral nasceu em uma família rica e influente de São Paulo em 1886. Seu pai, José Estanislau do Amaral, era um grande fazendeiro e político, e sua mãe, Lydia Dias de Aguiar do Amaral, era filha de um dos mais ricos cafeicultores do estado. Tarsila tinha dois irmãos, Dulce e Estanislau, e cresceu rodeada de luxo e privilégios.

A Infância de Tarsila

Tarsila cresceu em uma casa grande e elegante em São Paulo. Sua família tinha uma grande coleção de arte europeia, e Tarsila cresceu cercada por obras de grandes mestres como Rembrandt, Monet e Van Gogh. Desde cedo, ela mostrou um interesse especial pela arte e começou a desenhar e pintar antes mesmo de entrar na escola.

O Casamento de Tarsila

Em 1906, Tarsila se casou com André Teixeira Pinto, um advogado e escritor também de uma família rica e influente de São Paulo. O casamento foi arranjado pelos pais de Tarsila, e André era visto como um bom partido para a jovem artista. No entanto, o casamento não foi feliz, e os dois se separaram em 1916.

A Influência da Família na Obra de Tarsila

A família de Tarsila teve uma grande influência em sua vida e obra. Desde cedo, ela foi exposta à arte europeia e aprendeu as técnicas e estilos dos grandes mestres. No entanto, foi somente após uma viagem à Paris em 1920 que ela descobriu sua verdadeira vocação como artista moderna.

A Viagem a Paris

Em 1920, Tarsila viajou a Paris com seu então marido, o escritor Oswald de Andrade. Lá, ela conheceu os artistas e escritores mais importantes do movimento modernista, incluindo Pablo Picasso, Georges Braque e André Breton. A experiência foi transformadora para Tarsila, que voltou ao Brasil determinada a criar uma arte verdadeiramente brasileira.

For more information, please click the button below.

O Movimento Antropofágico

De volta ao Brasil, Tarsila se juntou ao movimento antropofágico, um grupo de artistas e escritores que propunham uma arte autenticamente brasileira, baseada na assimilação e transformação das influências estrangeiras. A partir de então, ela criou algumas das obras mais icônicas da arte moderna brasileira, incluindo “Abaporu” e “Antropofagia”.

A Vida Pessoal de Tarsila

Além de sua carreira artística, Tarsila teve uma vida pessoal interessante e em grande parte desconhecida pelo público em geral. Ela se divorciou de André Teixeira Pinto em 1916 e se casou novamente em 1926 com o médico Oswald de Andrade, com quem teve um filho chamado Rudá. O casamento foi tumultuado e terminou em divórcio em 1930. Tarsila teve outros relacionamentos ao longo de sua vida, incluindo um com o escritor cubano José Lezama Lima.

O Legado de Tarsila

Tarsila do Amaral faleceu em 1973, deixando para trás um legado artístico impressionante e uma vida pessoal repleta de desafios e realizações. Hoje, sua obra é reconhecida como uma das mais importantes da história da arte brasileira e é celebrada em todo o mundo. Além disso, sua vida e obra são um exemplo inspirador para artistas e mulheres em todo o mundo.

Conclusão

A família Tarsila do Amaral teve uma influência significativa na vida e obra da artista. Desde cedo, Tarsila foi exposta à arte e aprendeu as técnicas dos grandes mestres europeus. No entanto, foi somente após uma viagem a Paris que ela descobriu sua verdadeira vocação como artista moderna e se juntou ao movimento antropofágico. Além de sua carreira artística, Tarsila teve uma vida pessoal interessante e desafiadora. Hoje, seu legado é celebrado em todo o mundo e é um exemplo inspirador para artistas e mulheres em todo lugar.

FAQs

1. Quais foram as principais obras de Tarsila do Amaral?

Algumas das obras mais icônicas de Tarsila do Amaral incluem “Abaporu”, “Antropofagia”, “Operários”, “O Lago” e “A Cuca”.

2. O que é o movimento antropofágico?

O movimento antropofágico foi um movimento artístico e literário brasileiro da década de 1920 que propunha uma arte autenticamente brasileira, baseada na assimilação e transformação das influências estrangeiras.

3. Como a família de Tarsila do Amaral influenciou sua carreira artística?

Desde cedo, Tarsila foi exposta à arte europeia e aprendeu as técnicas e estilos dos grandes mestres. No entanto, foi somente após uma viagem a Paris que ela descobriu sua verdadeira vocação como artista moderna e se juntou ao movimento antropofágico.

Related video of a familia tarsila do amaral

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait