A Divisão Internacional Do Trabalho E Sua Significância

Reza October 26, 2022
BLOG DO PROFESSOR MARCIANO DANTAS A DIVISÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO

A Divisão Internacional do Trabalho (DIT) é um conceito que descreve como as atividades econômicas são distribuídas entre diferentes países e regiões do mundo. Em outras palavras, a DIT explica como os países se especializam na produção de determinados bens e serviços de acordo com suas vantagens comparativas, e como eles se integram na economia global.

Como a DIT Funciona?

A DIT é uma consequência da globalização e da abertura dos mercados internacionais. Ela se baseia em três princípios básicos:

  1. Diferenças de Recursos Naturais: Cada país tem recursos naturais diferentes, como matérias-primas e terras cultiváveis, que determinam sua capacidade de produzir certos bens e serviços.
  2. Diferenças de Habilidades e Tecnologias: Cada país possui diferentes habilidades e tecnologias, que afetam a produtividade dos trabalhadores e a qualidade dos produtos finais.
  3. Diferenças de Custos e Preços: Cada país tem custos e preços diferentes, que refletem a disponibilidade de recursos e o nível de concorrência no mercado.

Com base nesses princípios, a DIT funciona da seguinte forma:

  1. Países Exportadores de Recursos Naturais: São aqueles que possuem abundância de matérias-primas, como petróleo, minério de ferro, madeira, entre outros. Esses países geralmente exportam seus recursos para países que precisam deles para produzir bens e serviços mais sofisticados, como máquinas, equipamentos, veículos, entre outros.
  2. Países com Habilidades e Tecnologias Avançadas: São aqueles que possuem mão de obra qualificada, centros de pesquisa e desenvolvimento, patentes e marcas registradas, entre outros. Esses países geralmente exportam bens e serviços de alta tecnologia, como eletrônicos, software, consultoria, entre outros, para países que não têm as mesmas habilidades e tecnologias.
  3. Países com Baixos Custos e Preços: São aqueles que possuem mão de obra barata, baixos impostos, subsídios governamentais, entre outros fatores que reduzem os custos de produção. Esses países geralmente exportam bens e serviços de baixo valor agregado, como têxteis, calçados, brinquedos, entre outros, para países que têm custos e preços mais elevados.

As Vantagens e Desvantagens da DIT

A DIT tem vantagens e desvantagens para os diferentes países e regiões do mundo. Algumas das principais vantagens da DIT são:

  • Maior Eficiência: A DIT permite que cada país se concentre em produzir o que tem mais vantagem comparativa, o que resulta em maior eficiência na alocação de recursos.
  • Maior Competitividade: A DIT estimula a concorrência entre os países, o que pode levar a preços mais baixos e maior qualidade dos produtos e serviços.
  • Maior Integração: A DIT promove a integração dos países na economia global, o que pode estimular o crescimento econômico e a cooperação internacional.

No entanto, a DIT também tem desvantagens, tais como:

  • Desigualdade: A DIT pode levar a desigualdades econômicas entre os países, especialmente se os países menos desenvolvidos ficarem presos na produção de bens de baixo valor agregado.
  • Dependência: A DIT pode criar dependência de alguns países em relação a outros, especialmente se os países exportadores de recursos naturais tiverem um poder excessivo sobre os preços e a oferta desses recursos.
  • Impacto Ambiental: A DIT pode levar a um uso excessivo de recursos naturais e a uma degradação ambiental, especialmente se os países exportadores de recursos naturais não tiverem políticas ambientais adequadas.

A DIT na Prática

A DIT é uma realidade na economia global e pode ser observada em muitos setores e indústrias. Algumas das principais características da DIT na prática são:

For more information, please click the button below.
  • Setor Automotivo: Os países desenvolvidos, como Estados Unidos, Alemanha e Japão, são os principais exportadores de carros de alta tecnologia, enquanto os países em desenvolvimento, como China, Brasil e México, são os principais exportadores de carros de baixo valor agregado.
  • Setor Têxtil e de Vestuário: A China é o principal exportador mundial de têxteis e vestuário, devido aos seus baixos custos de produção e grande escala de produção. Países da África e do Sul da Ásia também são importantes exportadores nesse setor, mas com menos sofisticação tecnológica.
  • Setor de Tecnologia da Informação: Os Estados Unidos e a Europa são os principais exportadores de software e serviços de TI, devido às suas habilidades e tecnologias avançadas. A Índia é um importante exportador de serviços de TI de baixo custo, devido à sua mão de obra barata e habilidades em programação.

O Papel do Estado na DIT

O papel do Estado na DIT é controverso e varia de acordo com a ideologia e política econômica de cada país. Alguns argumentam que o Estado deve intervir na economia para corrigir as desigualdades e promover setores estratégicos, enquanto outros argumentam que o Estado deve deixar o mercado decidir a alocação de recursos.

No entanto, o Estado pode desempenhar várias funções na DIT, tais como:

  • Promoção de Exportações: O Estado pode ajudar as empresas a exportar bens e serviços, por meio de incentivos fiscais, promoção comercial e assistência técnica.
  • Regulação de Comércio: O Estado pode negociar acordos comerciais, impor barreiras alfandegárias e proteger os direitos de propriedade intelectual, para proteger os interesses dos seus produtores e consumidores.
  • Promoção de Inovação: O Estado pode investir em pesquisa e desenvolvimento, conceder patentes e incentivar o empreendedorismo, para estimular a inovação e a competitividade.

A DIT é um fenômeno complexo e dinâmico que afeta todos os países e regiões do mundo. Embora tenha vantagens e desvantagens, a DIT é uma realidade inescapável da economia globalizada e pode ser gerenciada de forma mais eficaz por meio de políticas públicas adequadas. O papel do Estado na DIT é crucial, mas deve ser equilibrado com a liberdade de mercado e a cooperação internacional.

FAQs

1. Quais são os principais fatores que determinam a DIT?

Os principais fatores que determinam a DIT são as diferenças de recursos naturais, habilidades e tecnologias, custos e preços entre os países.

2. A DIT é justa para todos os países?

Não necessariamente. A DIT pode levar a desigualdades econômicas entre os países, especialmente se os países menos desenvolvidos ficarem presos na produção de bens de baixo valor agregado.

3. Como o Estado pode ajudar a promover a DIT?

O Estado pode ajudar a promover a DIT por meio da promoção de exportações, regulação de comércio e promoção de inovação.

Related video of a divisão internacional do trabalho significa que alguns países

Reza Herlambang

Eu sou um escritor profissional na área de educação há mais de 5 anos, escrevendo artigos sobre educação e ensino para crianças na escola.

Leave a Comment

Artikel Terkait